Aljoun

Ajloun, a meio caminho da Síria, Líbano e Israel

Ajloun fica a 73 km a norte de Amã, no norte da Jordânia, a meio caminho da Síria, Líbano e Israel.
Esta localização fez de Ajloun uma cidade estratégica.

10 comentários
Aljoun
Aljoun

Cruzamento de várias rotas comerciais entre a Ásia e a Europa,  lugar de defesa à ofensiva das cruzadas, controlo do Vale do Jordão… foram muitas as funções desempenhadas pelo castelo de Ajloun, a principal atração da cidade.

Castle
Castelo

Não está muito distante de Jerash e ambas as localidades tiveram um posicionamento estratégico.

O castelo não impediu o avanço dos cruzados, no séc. XII, e décadas depois foi ampliado.
Um terramoto destruiu parte da estrutura no séc. XVII. 
Por duas vezes foi recuperado.

O castelo fica no alto de uma montanha.

A origem é atribuída a um mosteiro de cristãos árabes mas a arquitetura é marcadamente árabe, rodeada de quatro torres.  

No interior tinha um museu.
Quando visitei, parte da fortificação, estava destruída e nem a placa do horário dava para ler.
A estrutura era toda de pedra, com uma vala de proteção e a entrada era por uma passadeira de madeira.
Num dos lados, um grupo de militares, bem armados, fazia a vigilância do local.

ajloun_castelo4
Interior do castelo

O nosso guia foi Ibrahim.
Estava à entrada da fortificação a aguardar por turistas.
Simpático, cordial e muito falador. 
Já tinha alguma idade. De óculos, gestos exuberantes, que demonstravam entusiasmo pelas histórias que contou. Histórias do castelo, da região e da sua própria vida.

Ibrahim
Ibrahim

Disse que estudou em Inglaterra, tirou o curso de engenharia (?) e decidiu regressar à sua terra para desfrutar dos últimos anos de vida.
Tinha um imenso entusiasmo.
Levou-nos ao interior do castelo, explicou-nos em detalhe o significado de cada ala, os vestígios em algumas pedras e gostava de conversar. Lá em cima, com a brisa a refrescar e o vale a marcar o amplo horizonte.
Falou das pessoas, das virtudes e defeitos, do povo a que pertence e das permanentes dificuldades que tiveram de ultrapassar. No presente e no passado.
Foi um anfitrião que gostou de ser fotografado com os visitantes, com prazer.

Do castelo via-se o vale Jordão e a cidade de Ajloun.
A cidade espalhava-se pela cidade. Em alguns locais com uma maior concentração urbana. Mais para cima, as casas estavam envolvidas pelas árvores e viam-se de modo disperso.
O vale tinha muitas zonas verdes. Era uma região fértil e com muita vegetação mediterrânica. 
Uma área de 13 km2 foi protegida devido à sua riqueza e diversidade.
Devido aos terrenos férteis, esta região teve uma forte presença de pessoas de várias culturas e civilizações.
Trabalhos de arqueologia têm revelado vestígios com milhares de anos.
Espetacular foi a descida do castelo pela estrada. Sinuosa. 
Em alguns momentos o olhar hesitava entre a fortaleza e o vale. 
Subitamente uma nova perspetiva do castelo, na diagonal. Pouco depois, com a descida quase a pique, as primeiras casas da cidade.

Infútil:
A visita a pode ser articulada com a deslocação a Jerash. As duas localidades não ficam muito distantes.
Aljoun fica a cerca de 20 Km de Jerash e 73 km de Amã. Pouco mais de uma hora de carro da capital jordana.

Ver ainda:
O fascínio de Petra
Wadi Rum: “vasto, vibrante e ao gosto de Deus”
Mar Morto Spa
Amã -cidade de contrastes
O castelo de pedra do deserto em Karak
Monte Nebo e Madaba
Jerash de história e sensações
Aqaba é estratégica
Jordânia – InfÚtil

10 comments on “Ajloun, a meio caminho da Síria, Líbano e Israel”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s