As sés monumentais de Coimbra

Sem comentários

Coimbra é a única cidade portuguesa com duas sés. A nível internacional são poucas as cidades com duas catedrais.
Esta singularidade de Coimbra não foi por graça divina ou pressão de Roma. na verdade, o Vaticano nem sequer foi consultado. Joel Sabino, licenciado em história e guia na Sé Velha, refere que se tratou de uma decisão politica porque na sua origem está a expulsão dos Jesuítas pelo Marquês de Pombal em 1759.

Sé Nova
Sé Nova

Onde hoje é a Sé Nova antes era um colégio jesuíta que acabou por ficar vago com a expulsão dos religiosos. Por outro lado, o Cabido da Sé Velha já era demasiado grande e justificou-se, deste modo, a mudança. O Bispo acompanhou o Cabido e foi criada uma nova Sé, no século XVIII.

Nos dois casos, são edifícios monumentais e com estilos muito diferentes. A Sé Nova é maneirista e a Sé Velha é em estilo românico.

A “fortaleza” da Sé Velha

Sé Velha
Sé Velha

A Sé Velha vista de fora parece uma fortaleza.Tem muitos elementos ligados à arquitectura militar porque na altura em que começou a ser construída, em 1139, Coimbra era uma cidade de fronteira, tinha sido conquistada pouco tempo antes aos muçulmanos.

Sé Velha
Sé Velha

Um outro motivo porque a Sé Velha tem um tamanho muito grande é porque albergava os peregrinos para Santiago de Compostela. Foram construídas as tribunas na parte superior para evitar que os peregrinos pernoitassem nas naves centrais. A própria Sé Velha é parecida com a Catedral de Santiago de Compostela.

Retábulo da capela-mor da Sé Velha
Retábulo da capela-mor da Sé Velha

A Sé Velha tem muitos pormenores artísticos como o retábulo principal que é gótico e dedicado à Virgem.

Trabalho de João de Ruão no Santíssimo Sacramento
Trabalho de João de Ruão no Santíssimo Sacramento

Tem ainda pinturas, túmulos e várias capelas como a do Santíssimo Sacramento, obra de João de Ruão e é muito bonita.
O ex-líbris da Sé é o claustro. Está muito associado à Universidade porque acolheu alguns alunos quando episodicamente o ensino era transferido para Lisboa.

Claustro da Sé Velha
Claustro da Sé Velha

Este é um dos lugares mais fotografados pelos visitantes que ficam surpreendidos pela luz e a beleza dos arcos e rosáceas. O claustro está rodeado de construções. Parte da estrutura urbana da cidade foi ditada pela Sé Velha. Este era o cento do poder e foi a partir da Sé Velha que a cidade se alargou em direção ao rio Mondego e passou para a outra margem nos séc. XIV.

A Sé Nova jesuíta

Corredor principal da Sé Nova
Corredor principal da Sé Nova

A Sé Nova fica no Largo Feira dos Estudantes e é vizinha do Museu Machado de Castro. Tem uma fachada monumental em pedra, com quatro estátuas de santos jesuítas.

Retábulo de uma capela
Retábulo de uma capela

As capelas laterais têm retábulos maneiristas e o da capela-mor é enorme, como também o cadeiral que ocupa as duas alas.

Cadeiral na Sé Nova
Cadeiral na Sé Nova

Parece que foi feito de propósito para aqui mas era da Sé Velha e é do séc. XVII.
Na Sé Nova uma das figuras destacadas é a Nossa Senhora da Boa Morte e há ainda um pequeno espaço com exposição de arte sacra antiga.
As sés monumentais de Coimbra faz parte do podcast semanal da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui. A emissão deste episódio, As sés monumentais de Coimbra, pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:
Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s