Vale da Mó e dos encantos

Sem comentários

As termas do Vale da Mó fazem bem às doenças do sangue e gastro-hepáticas mas fora da época termal fazem bem aos sentidos. É um espaço pequeno, muito bonito. Como se fosse uma concha feita pela natureza.


Vale da Mó está a cinco quilómetros da Anadia e faz parte da freguesia da Moita.
O caminho faz-se por uma estrada de serra com enormes paisagens para o Caramulo e o Buçaco. Com muitos pinheiros e medronheiros.

Vista de Vale da Mó e as serras
Vista de Vale da Mó e as serras

Vive-se um ambiente tipicamente rural e encontrei uma senhora, já com alguma idade a subir a estrada em direção à aldeia e a transportar uma alcofa na cabeça. Rejeitou a oferta de boleia.

Edificio antigo em Vale da Mó
Edificio antigo em Vale da Mó

A povoação é pequena e tem uma ligeira descida que vai dar às termas. Surpreende se a visita for na altura de maior humidade. Está tudo verde.

"A concha" das termas
“A concha” das termas

Muitas árvores altas e pintadas de branco na base cercam o relvado. Acompanham o fluxo da ribeira que é alimentada pela água que cai de uma enorme encosta.

Queda de água
Queda de água

Aqui há bancos de madeira para quem queira fazer um piquenique.
O único som que se ouve é o da água. O ambiente é ainda mais bucólico porque está separado da aldeia e é como se fosse uma enorme concha, rodeada de encostas. Domina o verde da vegetação. É quebrado pelo branco do edifício da fonte onde se ingere a água.

Interior da fonte
Interior da fonte

É uma casa pequena, com colunas brancas e no interior tem um mosaico que retrata a chegada de uma mulher, numa charrete às termas em tempos idos.

As águas são férreas. Numa linguagem técnica, segundo a informação da Câmara Municipal da Anadia “tem uma elevada estabilidade sendo, do ponto de vista iónico, uma água bicarbonatada magnesiana ferruginosa. Trata-se de uma representante única deste tipo no património hidrológico português.”

Envolvência verde da casa da fonte
Zona verde envolvente da casa da fonte

O primeiro registo das termas é no século XVIII e rapidamente ganhou fama que se mantém até aos dias de hoje conforme testemunha José Simões, presidente da Junta de Freguesia da Moita.
Há cerca de duas décadas o espaço termal foi encerrado e posteriormente vendido à Câmara Municipal da Anadia que completou a estrutura necessária para a abertura ao público. A época termal vai de Junho a Outubro

Vale da Mó e dos encantos faz parte do podcast semanal da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui.
A emissão deste episódio, Vale da Mó e dos encantos, pode ouvir aqui.
O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:
Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s