Figueiró do Pão de Ló e das castanhas

Sem comentários

Em Figueiró dos Vinhos há 125 anos que se faz um dos mais afamados Pão de Ló. Até Isabel II de Inglaterra já o provou quando visitou Portugal em 1957.

Pão de ló húmido
Pão de ló húmido

Numa das paredes da Confeitaria Santa Luzia está em exposição a forma usada para o fabrico do pão de ló que foi encomendado para o banquete real. >

Forma do pão de ló para a rainha Isabel II de Inglaterra
Forma do pão de ló para a rainha Isabel II de Inglaterra

É uma forma especial devido ao tamanho. O formato corresponde ao habitual.

António Dias é o gestor da empresa familiar que foi criada em 1893. Ele pretende preservar e dar a conhecer o património de mais de um século com a criação de um museu que irá recolher os materiais utilizados e o receituário.

Outro objetivo é a confeitaria ser fiel ao modo de produção. Um importante património, um receituário conventual, que herdaram da tia avó.

Preparativos para assar castanhas de ovos
Preparativos para assar castanhas de ovos

O historial consiste essencialmente nas receitas e na forma de confecionar a doçaria. “Todos os nossos produtos são feitos de forma manual. As máquinas servem apenas para aliviar as costas. Mesmo quando a farinha do pão de ló é batida à máquina é depois batida à mão”.

A sala onde se confeccionam os bolos com os paus de giesta
A sala onde se confeccionam os bolos com os paus de giesta

Quem for à confeitaria que fica no bairro histórico de Figueiró dos Vinhos pode ver o processo de fabrico. No rés do chão várias pessoas, quase todas mulheres, desenvolvem manualmente o processo de produção da doçaria. Uma mesa grande ao centro, vários instrumentos e tabuleiros.

Castanhas assadas de ovos
Castanhas de ovos assadas

Um dos processos mais surpreendentes é a confeção das castanhas de ovos.
Facilmente se percebe o modo artesanal devido à grande quantidade de paus de giesta que estão na mesa central. São o suporte para assar as castanhas.

A assar no fogareiro uma a uma...
A assar no fogareiro uma a uma…

Cada dose de doce de ovos com amêndoa é colocada na ponta do pau de giesta e depois é assado lentamente num fogareiros com brasas.
Chegam a estar quase duas horas em volta do fogareiro a assar uma a uma as castanhas de ovos para garantir que cada uma delas vai ter um sabor especial e que são fieis à receita conventual.

Homenagem ao fundador da Confeitaria
Homenagem ao fundador da Confeitaria

Algumas freiras do Convento de N. Sra. Da Conceição de Coimbra mudaram para o Convento de N. Sra. do Carmo das Carmelitas Descalças em Figueiró dos Vinhos. Uma delas era irmã da tia avó que fundou a confeitaria e deu-lhe a conhecer o receituário conventual.
O primeiro nome da confeitaria foi Fábrica de Santo António dos Milagres de Figueiró dos Vinhos.

Este durou dois dias
Este durou dois dias

Figueiró do Pão de Ló faz parte do podcast semanal da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui.
A emissão deste episódio, Figueiró do Pão de Ló, pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s