As Aldeias Vinhateiras do Douro

Sem comentários

O Douro tem um encanto excepcional nestes dias, enquanto decorrem as vindimas.
Os socalcos estão coloridos com tonalidades amarelas e vermelhas.

Vista do Douro a partir do miradouro
Vista do Douro a partir do miradouro

É o fim de um ciclo das vinhas e é também uma altura muito especial devido às vindimas. É também o é o culminar de um ano de trabalho que é celebrado nas seis aldeias do Douro que fazem parte da rede das Aldeias Vinhateiras.

socalcos das vinhas do Douro
socalcos das vinhas do Douro

Vive-se um ambiente de festa e quem vem de fora nota esse movimento constante. Carros carregados de pessoas, quintas a trabalhar até à noite… É também possível a um visitante participar numa vindima, entrar num lagar e fazer uma pisa de uva como se fazia antigamente.
site_vinha3_3701Para além de estar rodeado de festa o visitante pode também participar e “ter uma experiência inesquecível” porque interage com os locais, afirma Carlos Carvalho, presidente da Câmara do Tabuaço e da direção da Wine Villages a entidade que gere as seis aldeias vinhateiras.

Homenagem à produção vinicola
Homenagem à produção vinícola

Muitos destes rituais fazem parte de uma tradição de séculos. No caso das aldeias vinhateiras há ainda o hábito de no final da vindima os trabalhadores entregarem um ramo ao proprietário a simbolizar o final do trabalho.
Acresce que nesta altura muitas aldeias vinhateiras realizam várias atividades ao fim de semana marcadamente culturais e musicais.

Carlos Carvalho, presidente da Câmara do Tabuaço e da direção da Wine Villages
Carlos Carvalho, presidente da Câmara do Tabuaço e da direção da Wine Villages

As seis aldeias não estão muito distantes uma das outras. Barcos, Trovões, Favaios, Salzedas, Ucanha e Provesende são de visita fácil e a maioria estão na margem sul do Douro.
Cada uma delas tem particularidades próprias. Por exemplo Salzedas tem um excepcional convento que pertenceu à ordem de Cister, mas em termos gerais, o património é relativamente semelhante, com os pelourinhos, igrejas, casas senhoriais e socalcos de xisto.

Douro com embarcações turísticas
Douro com embarcações turísticas

Visitar as várias aldeias é também uma forma de descobrir a história arquitectónica da região, a cultura do vinho e da vinha e a sua sustentação económica.
Há também a descoberta gastronómica e vitivinícola.
Uma nota final. As aldeias vinhateiras estão inseridas na área classificada pela Unesco como Património da Humanidade.
As aldeias Vinhateiras do Douro faz parte do podcast semanal da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui.
A emissão deste episódio, As aldeias Vinhateiras do Douro, pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s