Roteiro de Cerromaior

É uma viagem literária e a descoberta de Santiago do Cacem. A cidade onde Manuel da Fonseca nasceu em 1911, passou muitos anos da sua infância e regressava de férias.

O Roteiro por Cerromaior é também uma viagem no tempo. Do final da década de 30, quando o primeiro romance de Manuel da Fonseca terá sido escrito até aos dias de hoje, às histórias que a cidade revela. Um contexto longe da austeridade económica, social e politica que viveram os trabalhadores rurais e que é testemunhada por Adriano, o personagem de Cerromaior.

Manuel da Fonseca - foto na Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca em Santiago do Cacém
Manuel da Fonseca – foto na Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca em Santiago do Cacém

O enredo é em Santiago do Cacém, pelas memórias de Manuel da Fonseca e pelos vários cerros que o levam ao maior de todos, o do Castelo da cidade, o Cerromaior. A história, que foi lavada ao cinema na década de 80 por Luis Filipe Rocha, passa ainda por outros lugares.

Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca
Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca

São cerca de uma quinzena, fazem parte do roteiro e Luísa Gomes, responsável da Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca e Arquivo de Santiago do Cacém, destaca alguns desses locais, a começar por uma cela que podemos ver no primeiro andar do atual museu e que antes foi a cadeia comarcã. É onde se desenrola o primeiro capítulo do livro.
O Largo do Barroso é outro lugar do roteiro e é um dos lugares mais simbólicos na obra literária de Manuel da Fonseca e referido em vários livros.

Largo do Barroso
Largo do Barroso

Era onde paravam as camionetas e chegavam as noticias. Foi por isso que Manuel da Fonseca chamou ao largo “o centro do mundo”. Era também onde os de mais idade passavam o tempo a ver passar os carros e antes, na década de 30, onde se juntavam os trabalhadores rurais para serem recrutados para a jorna, para um dia de trabalho.

Castelo de Santiago do Cacém
Castelo de Santiago do Cacém

Hoje continua a ser um lugar de passagem de carros, tem próximo um jardim e é também porta de entrada para a zona histórica que nos vai levar ao castelo de Santiago do Cacem.

Castelo, igreja Matriz e cemitério onde está Manuel da Fonseca
Castelo, igreja Matriz e cemitério onde está Manuel da Fonseca

Para se contemplar a cidade, do miradouro da igreja matriz, percorrer parte das muralhas que protegeu todo o povoado até ao século XIV e para nos despedirmos de Manuel da Fonseca que em 12 de Março de 1993 se junto ao seu Cerromaior.

 

Luísa Gomes, responsável da Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca
Luísa Gomes, responsável da Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca

Roteiro de Cerromaior faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s