Capela da Senhora do Monte ©C.M. Penedono

O planalto sagrado da Senhora do Monte

A Senhora do Monte, no concelho de Penedono, está inserida num planalto sagrado com culto de milhares de anos.

Senhora do Monte ©C.M. Penedono
Senhora do Monte ©C.M. Penedono

Esta área está ladeada de cursos de água por onde se espalham monumentos megalíticos. Quatro deles estão referenciados há algum tempo: o Torgal, Carvalhal, Sangrino e a Senhora do Monte também designada por Capela-Dólmen.


O que resta da capela ainda mostra como um dólmen de grandes dimensões, do neolítico, foi cristianizado com aproveitamento das enormes pedras que serviam de esteio à cobertura do monumento megalítico. Seguindo a descrição do historiador João Ferreira da Fonseca “nessa conversão os esteios foram transformados na própria cobertura do altar. Também são visíveis estrelas pintadas e o azul celeste do céu que foram acrescentados quando da cristianização.”.

Capela da Senhora do Monte ©C.M. Penedono
Capela da Senhora do Monte ©C.M. Penedono

A capela está classificada como Monumento Nacional. No passado, ainda segundo as palavras do historiador João Ferreira Fonseca, foi lugar de romaria que juntava muita gente de várias freguesias. Agora a capela está devoluta e num lugar de difícil acesso.

Lameira de Cima
Lameira de Cima

Os quatro monumentos megalíticos são visitáveis. Quando das escavações e da requalificação dos sítios arqueológicos foi construído um arruamento que facilita o acesso. Os achados estão no Museu de Penedono.
Agora o município tem um projecto para um percurso pedestre “entre os quatro monumentos e também a criação de um centro interpretativo com a reconversão dos antigos viveiros florestais que se localizam na proximidade dos dólmens.”

Lameira de Cima
Lameira de Cima

Na Lameira de Cima há também monumentos megalíticos e facilmente se acede de carro. Na verdade, o mais deslumbrante é a paisagem. Temos um amplo horizonte e um por do sol ainda mais bonito, essencialmente na direcção das montanhas que circundam o rio Douro.
site_lameira_cima_DSCF5037A localização dos dólmens aqui tem outro significado – “além da sepultação dos corpos os dólmens funcionavam também para demarcação do território. Surgem em zonas de destaque da paisagem devido a essa função site_lameira_cima_DSCF5034São mais visíveis na Lameira de Cima do que no planalto da Senhora do Monte porque aqui existe o vale abrupto do rio Tâmega.”
As escarpas do Rio Távora funcionaram em várias civilizações como uma divisão natural. Inclusive, terá servido como limite natural no Condado Portucalense.
O planalto sagrado da Senhora do Monte faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s