Baloiços lilás nos passadiços do Trilho da Barca d’Amieira

Os baloiços da “Árvore Lilás” são muito mais interessantes do que sugere o nome. Fazem parte dos passadiços do Trilho da Barca d’Amieira e têm uma vista fantástica para o Tejo e para uma ponte pedonal suspensa. São baloiços um pouco kitsch. A começar pelo nome, “Baloiços Instagramáveis da Árvore Lilás”, outra situação estranha. A…

Ler Mais

Desconfinar no Baloiço dos Amigos de Santa Cristina

Baloiçamos em silêncio, rodeados de árvores e com vista para a serra do Bussaco e a aldeia de Santa Cristina, no concelho da Mealhada. A estrutura do baloiço e a decoração em redor são um testemunho de superação de crises que nos batem à porta. Agora o importante é baloiçar. O Baloiço dos Amigos de…

Ler Mais

“Sentar e sentir” o Tejo no Baloiço Bico da Goiva

O enquadramento natural provoca de imediato uma reação de deslumbramento. Uma estrada de terra batida acompanha num quilómetro e meio a Vala Real e termina num bico de terra, o Bico da Goiva, e o movimento do olhar é acompanhado pelo balouçar para o Tejo. “Sentar e sentir” é o que está escrito no assento…

Ler Mais

As Portas do pôr do Sol de Santarém

“Impõe-se, por exemplo, a quem contempla a ampla e deslumbrante paisagem que se avista do jardim da alcáçova de Santarém. O seu elemento dominante é, obviamente, o imponente rio que flui de horizonte a horizonte, entre os bancos de areia que as águas contornam preguiçosamente. De cada um dos seus lados, estendem-se, a perder de…

Ler Mais

A chegada do Tejo vista do Miradouro de Malpica

É um dos primeiros miradouros que tem vista para o Tejo, ainda fazer de linha de fronteira com Espanha. O ambiente é profundamente natural, marcado por serras, vegetação densa e o rio que marca o contraste de cores na paisagem. O rio estabelece a fronteira, mas no plano paisagístico não é grande a diferença.O terreno…

Ler Mais

Balouçar entre moinhos e Entrevinhas

São quatro moinhos de vento a que se juntou recentemente o Baloiço dos Moinhos. Estão no alto de uma encosta vizinha da aldeia de Entrevinhas, no concelho de Sardoal, numa zona de lazer com vista ampla. O miradouro fica no aldo de Entrevinhas e é um excelente local para descansar e apreciar a paisagem. “…

Ler Mais

Em Seixo do Côa balouçamos ao toque do sino

Em Seixo do Côa podemos escolher. Vamos para a praia fluvial ou damos um salto ao alto da aldeia ver a paisagem num baloiço. Deram-lhe o nome de Seixo’s Tower Swing, o Baloiço da Torre, porque fica mesmo ao lado da torre sineira da igreja matriz, com dois sinos, e de hora a hora ouvimos…

Ler Mais

Baloiço dos Castelos de Carapinha com vista para a serra do Açor

O Baloiço dos Castelo fica na Carapinha, concelho de Tábua, no topo de uma encosta rochosa com uma vista ampla para a serra do Açor e que se estende ao Bussaco e ao Caramulo. O Baloiço dos Castelos é solitário. Está no cume de um monte com uma escarpa rochosa com algumas dezenas de metros…

Ler Mais

Baloiçar no Castelo Velho da serra da Gardunha

Estamos a mais de mil metros de altitude na serra da Gardunha. Rodeados de um anel de escarpas e rochedos e uma das aberturas é para o baloiço e a enorme vista para o planalto. A graciosidade do balouçar rompe com o ambiente rude e selvagem do Castelo Velho. Enquanto balouçamos a vista percorre Monsanto,…

Ler Mais

Miradouro Panorâmico de Monsanto – a melhor varanda de Lisboa

Nunca o antigo restaurante panorâmico de Monsanto de Lisboa teve tanta gente como agora. Abandonado e degradado, revive como miradouro. É a melhor varanda de Lisboa. O edifício do antigo restaurante panorâmico de Monsanto está quase sempre cheio e não é apenas com portugueses. É também procurado por estrangeiros e a grande maioria dos visitantes…

Ler Mais

O Forte das Berlengas é um dos lugares mágicos em Portugal

 O forte de São João Baptista está implantado sobre um ilhéu, no meio do mar e funciona como um excelente miradouro. Para o mar, para a ilha Berlenga e para a ponte estreita de arcos que deve ser o local mais fotografado pelos visitantes que não resistem a uma sessão de selfies. A vista é…

Ler Mais

O auto da Barca da Amieira que nos leva para novos trilhos ao lado do Tejo

Agostinho Matos comanda a barca que faz a travessia do Tejo entre São José das Matas, no concelho de Mação e a Barca d’Amieira, no concelho de Nisa. Perguntado se faz como nos Autos de Gil Vicente que escolhe o destino dos passageiros, entre o Inferno, o Paraíso ou a Glória, Agostinho Matos diz que…

Ler Mais

Côa: as gravuras de um rio selvagem, belo e com imensas praias fluviais

A nascente é um ténue fio de água na serra das Mesas. O Côa é dos poucos rios que segue para Norte e vai ganhando força para oferecer frescura nas praias fluviais do concelho de Sabugal e a magia no Parque do Vale do Côa, pouco antes da foz com o Douro. Uma placa assinala…

Ler Mais

As surpreendentes figuras graníticas do Castelo Velho

Um dos lugares favoritos da serra da Gardunha é Castelo Velho. Estamos a mais de mil metros de altitude e a natureza diverte-se a dar as mais variadas formas a rochas de granito que seduzem a nossa imaginação como a Crista do Galo ou a Cabeça do Soldado. A serra da Gardunha é dominada por…

Ler Mais

As pedras parideiras reproduzem pedras filhas sem haver pedras pai

A aldeia de Castanheira, no concelho de Arouca, é muito pequena, os poucos habitantes vivem da agricultura, mas tem particularidades únicas. Está isolada no alto de uma encosta da serra da Freita, é vizinha da maior cascata em Portugal Continental, a Frecha da Mizarela e foi dona de um segredo difícil de deslindar: as pedras…

Ler Mais

As cascatas (à escolha) do Penedo Furado

São várias as cascatas do Penedo Furado. Duas ribeiras oferecem-nos quedas de água e piscinas naturais que são muito procuradas no verão. Agora temos oportunidade de ver a força das cascatas. Algumas cascatas têm vários metros de altura, mas muitas, talvez a maioria, não são muito altas. Com a época das chuvas ganham uma força…

Ler Mais

O “melhor miradouro do Faial é a Caldeira”

Na ilha do Faial há vários miradouros naturais com vistas magnificas. Os que têm paisagens mais deslumbrantes são os que têm vista para a ilha do Pico. Da gigante Caldeira do Faial temos igualmente vistas amplas que alcançam várias ilhas dos Açores. Um dos miradouros onde conjugamos a vista para o ponto mais alto de…

Ler Mais

O miradouro da Sapinha e dos dois rios por onde passa a Barca d’Alva

A vista do miradouro da Sapinha em Março é fabulosa devido à flor das amendoeiras e ao brilho dos rios Douro e Águeda, no vale profundo, em frente de Barca d’Alva. No restantes meses é enganadora. O brilho da natureza ofusca o esquecimento. Toda a presença humana em Barca d’Alva é passageira e fugaz. Só…

Ler Mais