O Forte das Berlengas é um dos lugares mágicos em Portugal

 O forte de São João Baptista está implantado sobre um ilhéu, no meio do mar e funciona como um excelente miradouro. Para o mar, para a ilha Berlenga e para a ponte estreita de arcos que deve ser o local mais fotografado pelos visitantes que não resistem a uma sessão de selfies. A vista é…

Ler Mais

O auto da Barca da Amieira que nos leva para novos trilhos ao lado do Tejo

Agostinho Matos comanda a barca que faz a travessia do Tejo entre São José das Matas, no concelho de Mação e a Barca d’Amieira, no concelho de Nisa. Perguntado se faz como nos Autos de Gil Vicente que escolhe o destino dos passageiros, entre o Inferno, o Paraíso ou a Glória, Agostinho Matos diz que…

Ler Mais

Côa: as gravuras de um rio selvagem, belo e com imensas praias fluviais

A nascente é um ténue fio de água na serra das Mesas. O Côa é dos poucos rios que segue para Norte e vai ganhando força para oferecer frescura nas praias fluviais do concelho de Sabugal e a magia no Parque do Vale do Côa, pouco antes da foz com o Douro. Uma placa assinala…

Ler Mais

As surpreendentes figuras graníticas do Castelo Velho

Um dos lugares favoritos da serra da Gardunha é Castelo Velho. Estamos a mais de mil metros de altitude e a natureza diverte-se a dar as mais variadas formas a rochas de granito que seduzem a nossa imaginação como a Crista do Galo ou a Cabeça do Soldado. A serra da Gardunha é dominada por…

Ler Mais

As pedras parideiras reproduzem pedras filhas sem haver pedras pai

A aldeia de Castanheira, no concelho de Arouca, é muito pequena, os poucos habitantes vivem da agricultura, mas tem particularidades únicas. Está isolada no alto de uma encosta da serra da Freita, é vizinha da maior cascata em Portugal Continental, a Frecha da Mizarela e foi dona de um segredo difícil de deslindar: as pedras…

Ler Mais

As cascatas (à escolha) do Penedo Furado

São várias as cascatas do Penedo Furado. Duas ribeiras oferecem-nos quedas de água e piscinas naturais que são muito procuradas no verão. Agora temos oportunidade de ver a força das cascatas. Algumas cascatas têm vários metros de altura, mas muitas, talvez a maioria, não são muito altas. Com a época das chuvas ganham uma força…

Ler Mais

O “melhor miradouro do Faial é a Caldeira”

Na ilha do Faial há vários miradouros naturais com vistas magnificas. Os que têm paisagens mais deslumbrantes são os que têm vista para a ilha do Pico. Da gigante Caldeira do Faial temos igualmente vistas amplas que alcançam várias ilhas dos Açores. Um dos miradouros onde conjugamos a vista para o ponto mais alto de…

Ler Mais

O miradouro da Sapinha e dos dois rios por onde passa a Barca d’Alva

A vista do miradouro da Sapinha em Março é fabulosa devido à flor das amendoeiras e ao brilho dos rios Douro e Águeda, no vale profundo, em frente de Barca d’Alva. No restantes meses é enganadora. O brilho da natureza ofusca o esquecimento. Toda a presença humana em Barca d’Alva é passageira e fugaz. Só…

Ler Mais

Miradouro do Bando dos Santos: com nuvens estamos acima do mundo. Sem nuvens, está o mundo aos nossos pés

Estamos no cume do Bando dos Santos, ou Bando Maior, a 643 metros de altitude. Numa das melhores varandas do Centro de Portugal. Num dos seus programas telivisivos o historiador José Hermano Saraiva afirmou estar “num dos mais espantosos miradouros da terra portuguesa”. O que a vista alcança, um horizonte que ultrapassa uma centena de…

Ler Mais

Miradouro do Alto do Colcurinho tão alto como o voo do Açor

A viagem até ao alto do Colcurinho já é deslumbrante. A paisagem seduz o olhar, embora a condução tenha de ser atenta porque a estrada é muito estreita, repleta de curvas e os últimos quilómetros assemelham-se a uma rampa. Subimos para além das eólicas. O Monte do Colcurinho tem a forma de um cone, e…

Ler Mais

A obra prima da natureza no Cabo Sardão

Em qualquer estação do ano e em qualquer momento é deslumbrante a vista do Cabo Sardão. No entanto, uma das alturas mais espetaculares é ao pôr do sol. Os raios solares aquecem uma vastidão do Oceano e dão um brilho ocre às rochas das enormes falésias que fazem frente ao mar. Na nossa retaguarda o…

Ler Mais

Surfar a paisagem no santuário da Peninha em Sintra

O santuário da Peninha está muito associado a lendas, eremitas e santos e, de facto, quando subimos a um dos cumes mais elevados da serra de Sintra, deparamos com um cenário de total isolamento e contemplativo. O palacete no alto do monte, a imitar um castelo, e a capela mostram que outros, ao longo de…

Ler Mais

Miradouros azuis e verdes da Serra da Boa Viagem

Na serra da Boa Viagem há, pelo menos, três miradouros que nos transportam para o mar, o enorme areal até Mira e, em sentido contrário, para as praias de Buarcos, da Figueira da Foz e do Cabedelo. Os principais são o Miradouro da Bandeira e o do Cabo Mondego, com vistas muito diferentes.O Miradouro da…

Ler Mais

Miradouro da Cruz Alta na serra do Bussaco

A Cruz Alta é o culminar celestial, a aproximação às divindades. É verdade que hoje tem funções mais mundanas como namorar ou ponto de observação de incêndios, mas muitos visitantes da serra do Bussaco preservam o espírito dos monges que durante séculos viveram aqui e deixaram um legado fabuloso, em particular a notável Mata do…

Ler Mais

“Junto ao céu” no décimo piso do radar do IPMA e no alto da serra da Freita

Vamos andar “próximo do céu”, a mais de mil metros de altitude, na serra da Freita. Um roteiro que nos vai levar a três miradouros, dois deles com forte intervenção humana. O terceiro, na Mizarela, resulta de processos naturais. O miradouro está ao lado da Frecha da Mizarela, a maior cascata de água em Portugal, com…

Ler Mais

O miradouro de N. Senhora do Viso e com vista soberba

O santuário de Nossa Senhora do Viso, no concelho de Foz Côa, tem uma vista soberba. O horizonte alcança uma parte significativa da região do Douro e desce até à região da Guarda. Outros miradouros parecem insignificantes comparados com a da Senhora do Viso. Próximo do céu e das divindades os nossos antepassados construíram templos…

Ler Mais

Miradouro do gigante Penedo Durão

Da primeira vez que lá fui, num dia frio de Inverno dos meus dezassete anos, impressionou-me a fúria da corrente do rio, a abundância de aves que pelo tamanho me pareciam irreais, e, porque cenários daquela grandeza, só os conhecia do cinema. Voltei lá no final dos anos 60 e foi uma decepção: em vez…

Ler Mais

Suspensos no Miradouro da Fraga do Puio

Estamos numa plataforma de madeira e vidro. Suspensos sobre uma encosta de granito e o rio Douro que passa no fundo do vale. Suspensos fisicamente e com a respiração suspensa pela força da Natureza. O Douro corre apertado, sereno, depois de ter deixado para trás a barragem de Picote. Reflete cores intensas da luz do…

Ler Mais