Pé na Cova e moinho na serra

Penacova é um dos concelhos europeus com mais moinhos. No verão os moleiros faziam a moagem nos moinhos de vento. No inverno era nas azenhas. Vitorino Nemésio teve três moinhos e vinha para aqui moer as palavras. No concelho de Penacova há mais de 50 moinhos, cerca de metade estão bem conservados  e poucos ainda

Continue a ler

Castelo é Bom e podia estar melhor

Passaram as guerras e ficou a paz. O sossego, a calma, um ambiente rural é o que se encontra agora no topo da encosta. As muralhas protegeram os habitantes dos invasores. Hoje protegem o património de Castelo Bom. De longe não se tem a ideia de um lugar muito calmo e desertificado. Ao contrário, temos

Continue a ler

Broas – a aldeia abandonada às portas de Lisboa

Broas é uma aldeia a pouco mais de 30km de Lisboa e está abandonada há algumas décadas. Os que lá moravam foram embora e o último habitante não morre de saudades. Por outro lado, os visitantes são cada vez mais. Broas é uma aldeia medieval com pouco mais de uma dezena de habitações, currais e

Continue a ler

Em Castelo Mendo as pedras falam

Uma encosta com uma muralha oval protege os habitantes de Castelo Mendo da vista dos estranhos e no alto brilham as ruínas de uma torre porque há muito que perderam os sinos e revelam o que dizem as pedras. Na longa descida da estrada para as Portas da Vila surge uma santa em pedra, muitos

Continue a ler

Linhares está entre o céu e a terra

Entre o céu e a terra é a imagem que os residentes usam para melhor retratar o enquadramento do castelo, o símbolo maior da aldeia medieval que se ergue imponente a mais de 800 metros de altitude. O castelo é também o ADN de Linhares da Beira. Revela a robustez destas gentes ao estar assente

Continue a ler

O anjo da guarda de Belver

O Castelo de Belver surpreende os visitantes quando se aproximam da aldeia. Está no cume de um monte, tem uma forma circular e sobressai como o anjo da guarda do casario que está a seus pés. É também um fantástico miradouro para o Tejo. O castelo teve funções importantes desde a sua fundação no século

Continue a ler

Welll! Welll! Freineda

Muitos visitantes ingleses vão de propósito a Freineda, no concelho de Almeida, visitar o quartel general do Duque de Wellington, o homem que derrotou Napoleão em Waterloo. A casa era a maior da aldeia, com uma capela ao lado e ainda é o ponto central de Freineda que na altura das Invasões Francesas tinha pouco

Continue a ler

Almeida – a fortaleza do tempo

Almeida foi e é uma fortaleza. A estrutura em hexágono protegia da guerra, dos invasores espanhóis ou franceses. Hoje é a muralha que preserva a identidade e um fabuloso património. Almeida fica numa zona plana e só se tem uma percepção clara da vila quando nos aproximamos da praça-forte. As elevações, os canhões, o enorme fosso…

Continue a ler

O sabão mole de Belver

Belver tem um dos quatro museus europeus sobre o sabão. Na viagem ao museu descobrimos que o fabrico do sabão foi um monopólio do rei que originou a revolta dos saboeiros e porque nove em dez estrelas de cinema usam sabonete. Belver fica no concelho de Gavião, mesmo ao lado do Tejo e este foi

Continue a ler

Fazer farinha em Souto da Casa e levar à Moagem no Fundão

Vamos à Ribeira da Gardunha fazer farinha de centeio numa azenha que foi recuperada. Os vários cursos de água provenientes da Serra da Gardunha ajudaram a desenvolver uma actividade que foi marcante para a região e muito importante para a sustentabilidade económica de inúmeras famílias ao longo de várias gerações. A moagem artesanal foi depois

Continue a ler