Foz d’Égua é um presente da natureza

Foz d’Égua é um encanto. Uma maravilha escondida na serra do Açor, a cerca de 4km do Piódão e é local de visita obrigatória. No Verão é bom para refrescar na praia fluvial, na Primavera para ver as giestas e outra vegetação em flor pela encosta acima, até a um altar de xisto. Em qualquer…

Ler Mais

Fazer chover em S. Brissos

A Anta-Ermida de Nossa Senhora do Livramento é caso raro em Portugal. Por duas razões, pela origem e porque pode ser útil em tempos de estiagem. Na sua origem é uma anta do milénio quarto ou terceiro antes de Cristo, um monumento funerário, que foi transformado em capela. Esta mudança teve lugar no século XVII. Rapidamente…

Ler Mais

O fantástico Cromeleque dos Almendres

    Atualmente são cerca de uma centena e já foram muitos mais. É o maior monumento megalítico da Península Ibérica e um dos maiores em todo o mundo. É também dos mais antigos. 
Trabalhos arqueológicos apontam para a sua criação no neolítico, entre o 6º e o 3º milénio a.C. e foi edificado em…

Ler Mais

Conhos, que Conhal!

É uma paisagem estranha. Singular. Concentração de seixos em montes, nas encostas da serra, no meio de um olival… Por todo o lado pedras arredondadas, brancas, rosadas, cinzentas e muitas delas com mais de um palmo de comprimento. Alguns dos montes são enormes, com dois a três metros de altura e uma extensão de dezenas…

Ler Mais

Escaroupim: das cheias nasceu um paraíso de aves

  O fascínio começa logo à chegada. No final da rua principal, em frente ao largo, deparamos com uma ilha cheia de aves. Ao final da tarde, o rio Tejo, muito calmo, abraça a ilha verde com inúmeras aves brancas e pretas a regressar ao torreão. São várias as espécies.  A que tem maior número…

Ler Mais

Parque Ribeirinho da Póvoa de Santa Iria “é um local soberbo”

“É um local soberbo que muitos gostariam de visitar.” Foi o que ditou o júri de um reputado prémio paisagístico internacional para salientar o motivo porque atribuiu o prémio principal ao Parque Ribeirinho da Póvoa de Santa Iria. A distinção foi em 2016 e não foi a primeira vez, apesar de o parque ser recente.…

Ler Mais

Castelo de Almourol – um dos ícones do Tejo

Um lugar belo e misterioso. Para alguns, talvez também seja um símbolo romântico e isso deve-se, em parte, a uma adulteração da estrutura feita no século XIX, que introduziu elementos decorativos. A origem do castelo é desconhecida, talvez um castro pré-histórico e foi ocupado por vários povos. O castelo foi reconstruído no século XII, em…

Ler Mais

Até os elefantes gostavam das Portas de Ródão

Duas paredes escarpadas, cada uma com cerca de 170 metros de altura, funcionam como portas e estreitam a passagem do rio.
A montante fica um lago que guarda marcas da nossa civilização e até vestígios dos últimos elefantes europeus.

Ler Mais

O E.T. foi às Termas de Cró

É um excelente cenário para um filme de ficção científica… a chegada de uma nave espacial. Serras enormes com barrocais. Só árvores e mato. As montanhas circundam um pequeno vale onde, no centro,  estão duas estruturas cor de metal. 
Uma quadrada, a outra, em frente, parece uma nave. A quadrada, com algumas concavidades retilíneas no topo,…

Ler Mais

Idanha-a-Velha “Revive” a Casa Marrocos

É fascinante a história da Casa Marrocos que está em frente das ruínas romanas.
Foi mandada construir pelo último morgado de Idanha-a-Velha, em meados do século passado, e nunca chegou a ser concluída. As obras vão, agora, ser retomadas para abrir a Casa ao turismo da região.

Ler Mais