A estação de comboios de Barca d’Alva continua “socegada” porque está abandonada

Há pouco mais de um século o comboio parava em Barca d´Alva numa “estação muito socegada, muito varrida, com rosinhas trepando pelas paredes”. É assim que Eça de Queiroz descreve, pelos olhos de Jacinto de A Cidade e as Serras, a entrada em Portugal de comboio na Linha do Douro. Hoje o cenário é completamente…

Ler Mais

O miradouro da Sapinha e dos dois rios por onde passa a Barca d’Alva

A vista do miradouro da Sapinha em Março é fabulosa devido à flor das amendoeiras e ao brilho dos rios Douro e Águeda, no vale profundo, em frente de Barca d’Alva. No restantes meses é enganadora. O brilho da natureza ofusca o esquecimento. Toda a presença humana em Barca d’Alva é passageira e fugaz. Só…

Ler Mais

Faia Brava, selvagem e livre no vale do Côa

Uma manada de cavalos garranos refresca-se num pequeno lago. São cavalos selvagens com um vasto território de mais de mil hectares da reserva da Faia Brava por onde andam livremente. Só o macho andava um pouco mais distante. Os restantes pastavam junto à berma da lagoa. Um potro ganhava agilidade no meio da água mas tinha…

Ler Mais

Um abraço da altura da Marofa

A serra da Marofa é o ponto mais alto das terras de Riba-Côa. O cume atinge os 975 metros de altitude e é visível de vários concelhos vizinhos.A Marofa não é muito extensa. Estende-se por cerca de 10 km em forma de cone. É a vizinha de Castelo Rodrigo e serve como excelente miradouro para…

Ler Mais

Amendoeiras de Castelo Rodrigo

As amendoeiras em flor dão um forte colorido branco e rosa ao concelho de Figueira de Castelo Rodrigo. Esta é uma época especial, com muitos visitantes e várias iniciativas no âmbito da festa Rainha das Amendoeiras em Flor que vai até 17 de Março. Há passeios a alguns locais com muitas amendoeiras como por exemplo entre…

Ler Mais