Menino Jesus da Cartolinha e de muitas lendas em Miranda do Douro

A figura do Menino Jesus da Cartolinha tem altar próprio na antiga Sé Catedral de Miranda do Douro, é adorado por muita gente e em agradecimento recebe muitas ofertas de peças de roupa. Quando se entra na enorme igreja está no lado direito, antes do altar-mor. O menino está em pé sobre uma base de madeira com figuras esculpidas de crianças que olham para os … Continue a ler Menino Jesus da Cartolinha e de muitas lendas em Miranda do Douro

Concatedral de Miranda do Douro

A Concatedral de Miranda do Douro é um edifício enorme tendo em conta o centro histórico da cidade. A robustez e a frieza da pedra dão-lhe um ar rude e sóbrio que é apenas quebrado pela decoração no interior. É uma igreja salão com as três naves praticamente com a mesma altura e está repleto de trabalhos em talha dourada e figuras em altares. Uma … Continue a ler Concatedral de Miranda do Douro

Competição para a catedral transmontana: candidata nº1,  Freixo de Espada à Cinta

Chamam a Freixo de Espada à Cinta a Vila Manuelina. Um dos expoentes máximos dessa época é a igreja Matriz também conhecida como igreja de S. Miguel. Foi construída no inicio do século XVI aproveitando um antigo templo gótico. A fachada é austera, tem apenas sinais decorativos no portal de entrada mas destaca-se de imediato na praça Jorge Álvares devido à sua monumentalidade. Assim se explica … Continue a ler Competição para a catedral transmontana: candidata nº1,  Freixo de Espada à Cinta

Capa de Honras e da identidade mirandesa

Um dos ícones de Trás os Montes é a Capa de Honras Mirandesa. Não é uma peça de vestuário comum. Tem uma forte carga simbólica. “É uma honra ser recebido com uma capa de honras e é uma honra vesti-la. A Capa de Honras honra quem a veste e quem é recebido com ela. Honra a criança no batizado, honra os noivos no casamento, honra … Continue a ler Capa de Honras e da identidade mirandesa

As hortas do planalto mirandês

Uma viagem pelo planalto da Terra de Miranda projeta-nos a memória de espaços rurais com parcelas agrícolas e as pequenas hortas junto às casas no interior das aldeias. Um exemplo que permanece até aos dias de hoje é em Picote. O cuidado na delimitação das pequenas parcelas, o terreno limpo e a vitalidade dos vegetais e das árvores de fruto mostram como são espaços importantes … Continue a ler As hortas do planalto mirandês

Ângelo Arribas de músicas

Ângelo Arribas vive na Freixiosa, no concelho de Miranda do Douro, e é uma das pessoas mais conhecidas da música tradicional mirandesa. Toca e constrói instrumentos na sua pequena oficina, “aqui é onde passo os meus bocados. Onde faço as minhas flautas, caixas, bombos, tamboris, gaitas de foles, castanholas, paus de pauliteiro…” A listagem revela bem como ele é um “homem dos sete instrumentos”. Um … Continue a ler Ângelo Arribas de músicas

A arte do “picado” de Miranda

Sandra Nobre e a mãe, Maria Suzana de Castro, fizeram a capa de honras que foi oferecida ao Papa em Fevereiro deste ano. Um momento que muito orgulha o povo das Terras de Miranda e em particular as duas costureiras. Elas trabalham em Sendim onde as podemos ver a fazer vários tipos de peças, todas com picado, uma técnica de recorte da lã e inspiram-se … Continue a ler A arte do “picado” de Miranda

O Douro Internacional é mais bonito que o rio que corre pela minha aldeia

Miguel Torga num miradouro, a olhar para o rio Douro, escreveu que “não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso da natureza”. A frase aplica-se por inteiro quando o rio percorre a primeira centena de quilómetros em Portugal. Pelo meio de arribas escarpadas, com dezenas de metros de altura, onde o homem não se intromete. Este é o universo das aves. Margarida … Continue a ler O Douro Internacional é mais bonito que o rio que corre pela minha aldeia

Caminhar no planalto mirandês até às arrepiantes arribas do Douro

O percurso de hoje é pelo planalto mirandês. Terra de arribas enormes que acompanham o rio Douro a fazer de fronteira com Espanha. No parque do Douro Internacional. É esta linha que vamos seguir à descoberta de paisagens deslumbrantes e invulgares. Uma das mais marcantes pode ser vista no percurso pedestre entre Picote e Eira. É a Fraga do Puio.António Ramos Preto que nasceu em … Continue a ler Caminhar no planalto mirandês até às arrepiantes arribas do Douro

O xisto amarelo e genuíno de Gondramaz

Gondramaz é uma pequena aldeia de xisto a meio de encosta da serra da Lousã. Foi toda renovada e está rodeada de árvores. Encanta os visitantes devido à sua simplicidade. Na verdade é uma rua rodeada de casas pequenas que desce a serra e por vezes se desdobra em pequenas ruelas. O caminho termina com um restaurante e uma piscina. Tudo o resto é xisto. De … Continue a ler O xisto amarelo e genuíno de Gondramaz

Zurra

A vila de Coronado fica a 17km do Porto mas é caracterizada como um vale agrícola e há quem aposte na preservação deste ambiente rural. Outro desafio é a dignificação dos burros, em particular da raça autóctone de Miranda. Vários burros são os anfitriões de quem visita a quinta. A iniciativa é da Associação para a Proteção do Vale do Coronado, uma organização ambientalista que … Continue a ler Zurra

Os simpáticos burros de Miranda

Ir de férias até Trás-os-Montes, através de passeios vamos descobrir uma raça autóctone e a sua paisagem e, quiçá, adoptar um burro de Miranda. A Associação para o Estudo e Proteção do Gado Asinino  (AEPGA) pretende dignificar os burros e conservar a raça de Miranda que deixou de estar em risco de extinção mas continua ameaçada. Segundo Miguel Nóvoa, secretario técnico da raça asinina de Miranda … Continue a ler Os simpáticos burros de Miranda