A monumentalidade da monumental Sé da Guarda

Tudo o que diga respeito à Sé Catedral da Guarda é sempre associado a monumentalidade. Da dimensão do edifício, da afirmação do poder, da fé, da arte, da Igreja que teve aqui uma das maiores dioceses. Também do século e meio que levou a construir. A primeira pedra foi em 1390 e foi concluída em 1540. O edifício é esmagador na principal praça do centro … Continue a ler A monumentalidade da monumental Sé da Guarda

A represa natural da Louçainha

A praia fluvial da Louçainha está escondida no meio da serra e a mão humana limitou-se a adaptar o que a natureza já fazia com duas represas naturais. A ribeira da Azenha faz aqui uma travessia mais lenta antes de se despenhar na cascata da Pedra da Ferida que fica um pouco mais à frente. A água surge por uma passagem estreita e depois forma dois … Continue a ler A represa natural da Louçainha

A pedra e o bolo de Ançã

Ançã é terra de pedra de calcário. Até lhe deu o nome: “pedra de ançã”. Os trabalhos em escultura, as calçadas ou os efeitos decorativos nas fachadas e interiores percorreram mundo e estão em inúmeros monumentos em Portugal. Um dos mais relevantes é o Mosteiro da Batalha. Em Ançã já não há quem trabalhe a pedra, apenas nos lugares vizinhos. No entanto, a arte continua presente … Continue a ler A pedra e o bolo de Ançã

O museu que enaltece a Pedra de Ançã

A Pedra de Ançã é viajada. Está espalhada por vários continentes em estátuas ou cantarias artísticas. Em Portugal faz parte de vários monumentos e talvez o de maior destaque é o da Batalha. Dois reis e uma rainha têm também os túmulos feitos com este tipo de calcário que é extraído no sul do concelho de Cantanhede e ficou conhecido como Pedra de Ançã. Tem … Continue a ler O museu que enaltece a Pedra de Ançã