Berlengas: não há outra praia tão natural e à noite passeia e dorme à luz da lanterna

“Ao mesmo tempo fantasmagóricas e reais, de sonho e de granito, vejo-as sempre como a primeira estação da longa via-sacra que tivemos de percorrer através do grande Oceano. Do alto do seu dorso nu, os Farilhões, que ao longe sucessivamente vão mergulhando e emergindo das ondas, lembram-me irresistivelmente uma frota alinhada e aventureira a caminhar em direção ao desconhecido.”Portugal, Miguel Torga O arquipélago das Berlengas … Continue a ler Berlengas: não há outra praia tão natural e à noite passeia e dorme à luz da lanterna

O belo e monumental aqueduto da Amoreira em Elvas

Poucas construções em Portugal marcam tanto a imagem de uma cidade como o aqueduto da Amoreira em Elvas.Disputa a atenção na paisagem urbana com fortes e muralhas. No vale de S. Francisco torna-se absolutamente dominante porque os arcos ultrapassam os 30 metros de altura.São, a par do Forte da Graça que se ergue vigilante num dos montes que rodeia a cidade, a esplendorosa receção aos visitantes … Continue a ler O belo e monumental aqueduto da Amoreira em Elvas

A porta da casa é no Aqueduto de Évora

O aqueduto de Évora está quase a fazer 500 anos e ainda transporta água quase até à cidade. É uma das obras monumentais da cidade e foi apropriado pelo casario, essencialmente num dos lugares simbólicos: na rua do Cano.O aqueduto da Água de Prata foi inaugurado em Março de 1537 e transportou água até à Praça do Geraldo ainda no século XX. Conforme refere o arquiteto … Continue a ler A porta da casa é no Aqueduto de Évora

Almeida – a fortaleza do tempo

Almeida mantém-se como uma vigorosa fortaleza.  No passado, a estrutura em hexágono protegia da guerra, dos invasores espanhóis e franceses. Hoje, a muralha preserva a identidade e um fabuloso património.Almeida fica numa zona plana e só temos uma perceção clara da vila quando nos aproximamos da praça-forte.As elevações, os canhões, o enorme fosso… remetem-nos de imediato para a ideia de que estamos perante algo imponente. Essa … Continue a ler Almeida – a fortaleza do tempo

Elvas “a chave do reino”

Elvas tem o maior sistema de defesa com baluartes do Mundo e, recorrendo a uma metáfora, podemos dizer que é uma cidade à prova de bala ou a tiro de canhão. Na ficção científica, seria “a base da Guerra das Estrelas”. Passo a citar que conhece bem a cidade, Margarida Ribeiro:  “Elvas é uma cidade quartel. Não é um quartel. É a cidade. Toda a … Continue a ler Elvas “a chave do reino”

Viu a abetarda no campo branco?

A abetarda é uma ave que gosta de planícies cerealíferas, alguns chamam estepe cerealífera ou planícies de palha. A abetarda é uma ave grande, em particular os machos. Chegam a pesar 15 quilos e o comprimento total pode atingir um metro. Na Primavera, na altura da nidificação, os machos para ficarem mais sedutores, apresentam uma coloração avermelhada e castanha escura no pescoço. Mesmo assim, apesar desta … Continue a ler Viu a abetarda no campo branco?

A vida nas Berlengas

A Berlenga é caso único na costa continental portuguesa. Na verdade, devido à sua dimensão, é a única a que com propriedade se pode chamar de “ilha”. Fica a pouco mais de 10km de Peniche e a Berlenga é vizinha de ilhéus, constituindo um arquipélago.A Berlenga é habitada e o arquipélago está classificado como Reserva Natural e há quase uma década foi eleito Reserva da … Continue a ler A vida nas Berlengas

Paisagem da vinha no Pico que é Património Mundial

São as vinhas que resistem à ira do vento temperado com o sal do mar. São as vinhas que brotam da terra agreste, com poucos dias de sol e coberta de pedras de basalto e grandes superfícies de lava espalhada pelos terrenos. Apesar de todas as adversidades, a que se juntava a pobreza, as tempestades e a fúria vulcânica, os povoadores logo a partir do … Continue a ler Paisagem da vinha no Pico que é Património Mundial

O heroísmo de Angra e do Monte Brasil

Angra do Heroísmo é cidade património mundial. Foi a primeira em Portugal a ter esta distinção da Unesco mas ela, de certa forma, representa a história de todo o país nos Descobrimentos. Escala obrigatória das caravelas, Angra do Heroísmo foi ponto de confluência de culturas e o seu património resulta da vivência desta fusão. A classificação pela Unesco não foi apenas pelo património edificado, os … Continue a ler O heroísmo de Angra e do Monte Brasil

Roteiro Renascer nos meandros do Zêzere

Os meandros do Zêzere constituem uma paisagem fantástica durante dezenas de quilómetros. Em particular entre a barragem do Cabril, em Pedrógão Grande e a aldeia de Álvaro, no concelho de Oleiros. Do alto das serras chegamos a ver várias vezes o rio porque tem um percurso muito sinuoso. Ondula mais do que uma serpente. São curvas atrás de curvas e algumas delas com quilómetros de … Continue a ler Roteiro Renascer nos meandros do Zêzere

A Graciosa Reserva da Biosfera

A Graciosa é a ilha mais baixa e a segunda mais pequena do arquipélago dos Açores. Tem cerca de 60km2 de área. De carro dá-se a volta à ilha em uma hora. Tem uma vegetação menos densa que as outras ilhas e mais baixa. Já foi considerada “o celeiro dos Açores”. Apesar da interferência do homem no meio ambiente a Graciosa preserva ecossistemas em grande … Continue a ler A Graciosa Reserva da Biosfera

Buçaco: a mata nacional dos votos de casamento e silêncio

Não quer falar com ninguém, quer-se isolar, ir para um retiro? Uma sugestão é ir para a Mata do Buçaco. Vai dormir nas antigas casas dos antigos guardas florestais, no meio da mata, sem televisão nem internet e até os telemóveis têm pouca rede. Vai ter um tipo ambiente próximo dos monges carmelitas a quem lhes era imposto um voto de silêncio. Só falavam nas … Continue a ler Buçaco: a mata nacional dos votos de casamento e silêncio

A torre de mármore de Estremoz

O rossio de Estremoz é o ponto de encontro da cidade e ao longo da sua história tem reunido militares, políticos e monges dos quatro conventos que rodeiam a maior praça de Portugal. Tem também a sua “obra de Santa Engrácia”. É a igrejas do Convento dos Congregados que levou 300 anos a construir. Do rossio temos vista para a torre de mármore no alto … Continue a ler A torre de mármore de Estremoz

João Patolas luta contra a extinção da Cestaria de Nandufe

João Patolas é o último artesão de cestaria em Nandufe, no concelho de Tondela. Já foram cerca de uma centena e até ganharam marca própria: Cestaria de Nandufe. Nos último anos o número de artesãos tem vindo a diminuir drasticamente. Agora só está em atividade João Marques, mais conhecido por João Patolas e já tem uma idade avançada. Começa a trabalhar manhã cedo no anexo … Continue a ler João Patolas luta contra a extinção da Cestaria de Nandufe

A salvaguarda urgente da Olaria Preta de Bisalhães

A olaria preta de Bisalhães está classificada como Património Imaterial a nível nacional e está também na UNESCO, na Lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade que necessita de Salvaguarda Urgente A arte corre o risco de extinção e os oleiros não chegam a uma dezena sendo que metade tem mais de 80 anos de idade. A olaria que produzem tem a característica da cor preta. … Continue a ler A salvaguarda urgente da Olaria Preta de Bisalhães

O Património dos Bonecos de Estremoz

Os bonecos de Estremoz são Património Mundial que está nas mãos de apenas 12 pessoas. São eles que asseguram a continuidade desta arte com mais de três séculos e que várias vezes correu o risco de desaparecer. Em Dezembro de 2017 a UNESCO classificou a Produção de Figurado em Barro de Estremoz como Património Cultural Imaterial da Humanidade e agora há a expetativa de assegurar … Continue a ler O Património dos Bonecos de Estremoz