Etiqueta: whotrips

Não há melhor que Castelo Melhor

Castelo Melhor é um bom exemplo da Ibéria. Haverá poucas povoações em Portugal onde a entrada se faz por um largo em que se homenageia um rei leonês. Um busto do rei Afonso IX, “Rei de Leão e da Galiza” dá as boas vindas e assinala que Castelo Melhor recebeu os foros do reino de Leão

Continue a ler

Ponto de encontro em Ourém é no castelo

O castelo de Ourém é um dos mais interessantes de Portugal. Devido à sua beleza e também pelas histórias que preserva. Está classificado como Monumento Nacional. A fortificação está num monte, com uma subida íngreme e ergue-se vigilante da cidade de Ourém. Tem duas grandes construções. O Paço dos Condes com dois enormes torreões e a

Continue a ler

Museu Militar e miradouro de Chaves

Chaves tem vários motivos de interesse e há um que se destaca: a torre de menagem do castelo. Conceição Ribeiro é guia do Museu Militar há 30 anos e não tem qualquer dúvida sobre a principal atracão de chaves com quantidade de visitantes estrangeiros que recebe. Ela também é peremptória em outro aspecto do castelo: “no

Continue a ler

Um rio de História em Mértola

Mértola é um museu a céu aberto que revela a sua história de porto comercial por várias civilizações. Até a sala de entrada do hotel onde fiquei tem uma galeria com ruínas romanas. No edifício da Câmara Municipal a situação é relativamente semelhante. A cave está repleta de ruínas de uma casa romana e até funciona

Continue a ler

O heroísmo de Angra e do Monte Brasil

Angra do Heroísmo é cidade património mundial. Foi a primeira em Portugal a ter esta distinção da Unesco mas ela, de certa forma, representa a história de todo o país nos Descobrimentos. Escala obrigatória das caravelas, Angra do Heroísmo foi ponto de confluência de culturas e o seu património resulta da vivência desta fusão. A

Continue a ler

O romano rico do Rabaçal

O Rabaçal é afamado pelo queijo mas agora está também a ganhar notoriedade com a permanente descoberta da vila romana. Estão a ser feitas escavações arqueológicas nas últimas décadas e o que já se pode ver revela que o proprietário da vila era rico. Ter uma casa de campo, um palacete, com mosaicos e paredes

Continue a ler

A bela e enigmática Centum Cellas

    A torre de Centum Cellas é tão bela como enigmática. Os seus 12 metros de altura, toda de pedra e com enormes aberturas nas quatro paredes fazem dela uma construção única na Península Ibérica. Sobressai pela altura e também pela sua fisionomia. Parece uma construção fantasma que se agiganta com pedras viradas para

Continue a ler

Colchas de S. Jorge e dos Açores

S. Jorge é conhecida como a ilha da tecelagem e as colchas de ponto alto são as mais afamadas. Estão espalhadas por todos os continentes, seguiram a diáspora açoriana e algumas têm mais de um século. As colchas continuam a ser feitas em teares manuais, em particular na Fajã dos Vimes e seguindo a tradição

Continue a ler

Na tecelagem Mértola ainda se fia e carda a lã

A Oficina de Tecelagem de Mértola é um bom lugar para se ver uma parte importante do ciclo da lã. Além de serem feitas as tradicionais mantas de lã podemos ainda ver um processo que já é raro: cardar e fiar a lã. Compram a lã aos pastores e fazem todo o processo de preparação na

Continue a ler

Bordado de Nisa para fadista

Os bordados de Nisa são muito afamados e alguns até vestem rainhas. É o caso de Letícia. A rainha de Espanha tem uma das capas de arte aplicada em feltro que são muito conhecidas no estrangeiro. Antes as capas e cobertores eram exportados quase em exclusivo para os EUA. Agora a maior parte vai para

Continue a ler