Escolas móveis e os Jardim-Escola João de Deus

Um numero significativo de pessoas dos actuais concelhos de Pedrógão Grande e da Sertã fugiram da pobreza em meados do século XIX. Foram para o Brasil, África ou Lisboa.  Alguns, a pulso, conseguiram sucesso como empresários e grandes fortunas. Outra coincidência, muitos deles tinham ligações à maçonaria e às causas republicanas.
Imagem de João de Deus
Os que assumiram por inteiro estes valores e que regressaram às origens desenvolveram projectos que visavam propiciar melhores condições para quem vivia com poucos recursos e nem sequer tinham possibilidade de colocar os filhos nas escolas.
Um desses empresários de sucesso, Casimiro Freire, nasceu em Pedrógão Pequeno e tinha uma relação familiar próxima com o poeta e pedagogo João de Deus.

Jardim-Escola João de Deus em Lisboa
Jardim-Escola João de Deus em Lisboa

Com o propósito de ensinar a ler e alargar a alfabetização pelo maior numero de portugueses, criaram a Associação de Escolas Móveis que recorria ao método de aprendizagem de João de Deus. Na altura, cerca de 80 por cento da população portuguesa não sabia ler nem escrever.

Jardim-Escola João de Deus, em Lisboa
Jardim-Escola João de Deus, em Lisboa

O projecto arrancou em 1882, teve grande sucesso e expandiu-se por várias cidades.
As chamadas escolas móveis contagiaram também outros empresários provenientes da região conforme conta Aires Henriques estudioso da Republica e da Maçonaria. “Os irmãos Francisco Conceição e Silva e Eduardo Conceição apostaram numa estrutura com qualidade, com casa para dois professores e duas salas de aula, feminino e masculino.”
A primeira escola foi construída em 1887. A seguinte foi, curiosamente, próximo de Pedrógão Pequeno, a terra natal de Casimiro Freire.
Foram construídas outras escolas em Castanheira de Pêra e em Pedrógão Grande. Este processo estendeu-se por todo o país com os chamados “Jardim-Escola João de Deus” e também com a criação da Escola Superior João de Deus.
siteG_joao_deus_DSCF7680O primeiro Jardim-Escola foi inaugurado em Coimbra em 1911, depois da implantação da República e quem lidera a Associação já é João de Deus Ramos, filho do poeta e pedagogo que esteve na origem do método que ainda hoje determina o ensino nos cerca de 40 jardins-escola em actividade.

Museu João de Deus, em Lisboa
Museu João de Deus, em Lisboa

Refira-se ainda a assinatura do arquitecto Raul Lino na construção das primeiras escolas e também do bonito Museu João de Deus, em Lisboa. Foi inaugurado em 1917 e além do acervo histórico é ainda possível encontrar uma biblioteca histórica.

Aires Henriques
Aires Henriques

Ver ainda o bloque Restos de Colecção

Escolas móveis e os Jardim-Escola João de Deus faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s