O Vale dos Amores

O Vale dos Amores é um antigo povoado entre Meimão e Meimoa e foi abandonado há cerca de meio século. O isolamento protegeu o casario de xisto e ainda podemos percecionar o modo de vida dos habitantes, nomeadamente das bonitas raparigas que estão na origem do nome do lugar. O Vale dos Amores fica próximo…

Ler Mais

O nobre e belo Pego da Rainha

A lenda diz que a rainha costumava tomar banho na piscina natural debaixo da cascata e, por isso, ficou com o nome de Pego da Rainha. É merecido. O lugar é um privilégio da natureza. O Pego da Rainha está escondido num vale profundo, de escarpas de granito e cheio de árvores. Situa-se próximo da…

Ler Mais

O paraíso do Poço da Broca da Barriosa

O Poço da Broca da Barriosa é um paraíso. A envolvência já é, por si, de grande beleza, no sopé da Serra da Estrela, próximo de Vide. Quando chegamos a primeira impressão torna-se definitiva. É um lugar belo. Um testemunho partilhado por Ana Rita que ficou seduzida pelas quedas de água. “É um sítio muito…

Ler Mais

As cascatas (à escolha) do Penedo Furado

São várias as cascatas do Penedo Furado. Duas ribeiras oferecem-nos quedas de água e piscinas naturais que são muito procuradas no verão. Agora temos oportunidade de ver a força das cascatas. Algumas cascatas têm vários metros de altura, mas muitas, talvez a maioria, não são muito altas. Com a época das chuvas ganham uma força…

Ler Mais

Frecha da Mizarela – a maior queda de água em Portugal Continental

Na Frecha da Mizarela o rio Caima despenha-se a mais de 60 metros de altura. A primeira queda de água é comprida, a pique, depois, desdobra-se em quedas mais pequenas. Conforme bate na escarpa o fio de água alarga-se e acentua o contraste com o xisto escuro. O barulho do embate da água domina toda…

Ler Mais

O “melhor miradouro do Faial é a Caldeira”

Na ilha do Faial há vários miradouros naturais com vistas magnificas. Os que têm paisagens mais deslumbrantes são os que têm vista para a ilha do Pico. Da gigante Caldeira do Faial temos igualmente vistas amplas que alcançam várias ilhas dos Açores. Um dos miradouros onde conjugamos a vista para o ponto mais alto de…

Ler Mais

O miradouro da Sapinha e dos dois rios por onde passa a Barca d’Alva

A vista do miradouro da Sapinha em Março é fabulosa devido à flor das amendoeiras e ao brilho dos rios Douro e Águeda, no vale profundo, em frente de Barca d’Alva. No restantes meses é enganadora. O brilho da natureza ofusca o esquecimento. Toda a presença humana em Barca d’Alva é passageira e fugaz. Só…

Ler Mais

Miradouro do Bando dos Santos: com nuvens estamos acima do mundo. Sem nuvens, está o mundo aos nossos pés

Estamos no cume do Bando dos Santos, ou Bando Maior, a 643 metros de altitude. Numa das melhores varandas do Centro de Portugal. Num dos seus programas telivisivos o historiador José Hermano Saraiva afirmou estar “num dos mais espantosos miradouros da terra portuguesa”. O que a vista alcança, um horizonte que ultrapassa uma centena de…

Ler Mais

Miradouro do Alto do Colcurinho tão alto como o voo do Açor

A viagem até ao alto do Colcurinho já é deslumbrante. A paisagem seduz o olhar, embora a condução tenha de ser atenta porque a estrada é muito estreita, repleta de curvas e os últimos quilómetros assemelham-se a uma rampa. Subimos para além das eólicas. O Monte do Colcurinho tem a forma de um cone, e…

Ler Mais

Sortelha com sol ou neve

Sortelha é a terra dos “lagartixos” por estar virada para o sol e o casario aproveita a encosta para se aquecer nos invernos rigorosos. O fascínio maior é ao pôr do sol e fora das muralhas. No alto da povoação, a cerca de 800 metros de altitude e para lá da Porta Nova ou da…

Ler Mais

A magia do Cavalo de Mazouco: um salto para a beleza eterna

O Cavalo de Mazouco é mágico. Vive há mais de dez mil anos. No imaginário popular já foi um carneiro e captura todos os que se aventuram a descer uma pequena encosta e dão com ele de frente. Preso numa rocha xistosa e a poucas metros do Douro (esta é outra faceta mágica) é como…

Ler Mais

Quinta-feira é dia de ir a Idanha-a-Velha

O melhor dia para visitar Idanha-a-Velha é quinta-feira. É o dia em que vai o homem da fruta e também o vendedor de peixe. Em redor do pelourinho juntam-se algumas pessoas, dos cerca de meia centena de residentes. Aguardam os comerciantes e ajudam a passar o tempo. Foi assim que conheci Albertina Mendes, que passou grande…

Ler Mais

Pavia não se fez num dia e só a anta-capela tem 5 mil anos

Roma e Pavia não se fizeram num dia. No caso de Pavia do concelho de Mora o fio da história já corre há alguns milénios. Desde a pré-história e um dos testemunhos que o prova é o conjunto de monumentos megalíticos que se encontra na freguesia. Um deles está no centro da vila. É uma…

Ler Mais

Os condes de Almendra, do Banho e da Nacional222

Almendra é uma amêndoa esquecida. Surpreende quem passa pela vila, no final da N222, e vê desgastada a beleza de um dos mais interessantes edifícios de estilo barroco no Norte de Portugal. Merece uma paragem mais demorada para se descobrir a verdadeira “amêndoa” do Riba- Côa. Os árabes deram-lhe o nome, outros criaram uma fortaleza…

Ler Mais

A obra prima da natureza no Cabo Sardão

Em qualquer estação do ano e em qualquer momento é deslumbrante a vista do Cabo Sardão. No entanto, uma das alturas mais espetaculares é ao pôr do sol. Os raios solares aquecem uma vastidão do Oceano e dão um brilho ocre às rochas das enormes falésias que fazem frente ao mar. Na nossa retaguarda o…

Ler Mais

Surfar a paisagem no santuário da Peninha em Sintra

O santuário da Peninha está muito associado a lendas, eremitas e santos e, de facto, quando subimos a um dos cumes mais elevados da serra de Sintra, deparamos com um cenário de total isolamento e contemplativo. O palacete no alto do monte, a imitar um castelo, e a capela mostram que outros, ao longo de…

Ler Mais

Miradouros azuis e verdes da Serra da Boa Viagem

Na serra da Boa Viagem há, pelo menos, três miradouros que nos transportam para o mar, o enorme areal até Mira e, em sentido contrário, para as praias de Buarcos, da Figueira da Foz e do Cabedelo. Os principais são o Miradouro da Bandeira e o do Cabo Mondego, com vistas muito diferentes.O Miradouro da…

Ler Mais

Miradouro da Cruz Alta na serra do Bussaco

A Cruz Alta é o culminar celestial, a aproximação às divindades. É verdade que hoje tem funções mais mundanas como namorar ou ponto de observação de incêndios, mas muitos visitantes da serra do Bussaco preservam o espírito dos monges que durante séculos viveram aqui e deixaram um legado fabuloso, em particular a notável Mata do…

Ler Mais