João Patolas luta contra a extinção da Cestaria de Nandufe

Sem comentários

Este slideshow necessita de JavaScript.

João Patolas é o último artesão de cestaria em Nandufe, no concelho de Tondela.
Já foram cerca de uma centena e até ganharam marca própria: Cestaria de Nandufe.
Nos último anos o número de artesãos tem vindo a diminuir drasticamente.

site_nandufe_patolas_5192
João Marques ou João Patolas como é conhecido em toda a região

Agora só está em atividade João Marques, mais conhecido por João Patolas e já tem uma idade avançada. Começa a trabalhar manhã cedo no anexo ao lado da casa. É bom conversador. Se o quiser visitar ele gosta de companhia porque passa o dia sozinho a trabalhar.

Fui ter com ele a meio da tarde. Tinha a porta semi-aberta para evitar o vento e frio. Estava sentado, curvo, a fazer uma cesta que tinha nas mãos e que manuseava com perícia, mesmo com pouca luz.

A fazer uma cesta
A fazer uma cesta

É um trabalho demorado. No dia em que o visitei lamentava-se que ainda não tinha feito uma única cesta. Tinha apenas “duas começadas” e começou a trabalhar às 9 da manhã.

Trabalhou a matéria prima e agora monta a cesta
Trabalhou a matéria prima e agora monta a cesta

Além de ser um trabalho demorado a cestaria tradicional sofreu a concorrência devastadora do plástico e os 10 euros que leva por uma cesta, o trabalho de um dia, não compensa.

É um trabalho meticuloso e demorado
É um trabalho meticuloso e demorado

Antes os artesãos ganhavam algum dinheiro porque vendiam muito mas, entretanto, “apareceu o plástico e deu cabo disto tudo”. João Patolas diz que continua a fazer as cestas e canastras mais para se entreter.

Trabalha só no anexo junto de casa
Trabalha no anexo junto de casa

Neste contexto a Cestaria de Nandufe corre o risco de extinção. Um grupo de pessoas pôs em marcha uma petição para uma candidatura à UNESCO para salvaguarda urgente deste património imaterial. Algumas iniciativas já foram desencadeadas mas José Patolas não está optimista após a experiência de um curso onde ensinou as técnicas da cestaria. Participaram dez mulheres mas nenhuma quis ser artesã da Cestaria de Nandufe.

João Patolas pode ser o último artesão da Cestaria de Nandufe
João Patolas pode ser o último artesão da Cestaria de Nandufe

O Museu Terras de Besteiros fez um levantamento documental e fotográfico e há ainda a esperança de surgirem novos artesãos.

As canastras e as cestas de Nandufe têm sempre a mesma forma, varia apenas o tamanho. Antes as canastras maiores eram usadas como berços.

João Patolas junto ao anexo da casa onde trabalha em Nandufe
João Patolas junto ao anexo da casa onde trabalha em Nandufe

João Patolas luta contra a extinção da Cestaria de Nandufe faz parte do podcast semanal da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui.
A emissão deste episódio, João Patolas luta contra a extinção da Cestaria de Nandufe, pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:
Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s