Roteiro Tomás da Fonseca

Tomás da Fonseca foi professor, escritor, poeta, republicano, maçon e um homem de ideias firmes que não se deixou submeter aos interesses de ocasião.

Biblioteca Tomás da Fonseca em Mortágua
Biblioteca Tomás da Fonseca em Mortágua

Teresa Branquinho, responsável da Biblioteca Branquinho da Fonseca em Mortágua, sublinha que a voz incómoda do escritor originou represálias que o afectaram do ponto de vista profissional.

 

Tomás da Fonseca foi professor em Lisboa e Coimbra, exerceu cargos relevantes na área do ensino mas com as ditaduras de Sidónio Pais e Salazar é ostracizado e refugia-se em Mortágua, o concelho onde nasceu.

Busto de Tomás da Fonseca em Mortágua
Busto de Tomás da Fonseca em Mortágua

Tomás da Fonseca refugiou-se aqui mas isso não significa que se tenha resignado. Pelo contrário. Foi muito interventivo através da escrita, de organizações que ajudou a criar e das polémicas onde se envolveu, designadamente o seu ímpeto anticlerical resultante de uma passagem amarga num seminário durante uma década. Esteve preso várias vezes por nunca ter abdicado dos seus ideais.

O ambiente rural permanece onde Tomás da Fonseca viveu ©Biblioteca Mortágua
O ambiente rural permanece onde Tomás da Fonseca viveu ©Biblioteca Mortágua

Era fraterno e solidário com os mais pobres. Por vezes com gestos simples, como colocar os tamancos à porta da casa de Laceiras para muitas pessoas da aldeia que andavam descalças utilizarem numa ida até Mortágua que fica a 10 quilómetros.
Laceiras é um bom ponto de partida para um percurso onde ainda hoje se descobre o escritor e o seu contexto. Continua a ser um espaço muito rural. As ruas são muito estreitas.

Roteiro junto às passagens de água próximo de Laceiras ©Biblioteca Mortágua
Roteiro junto às passagens de água próximo de Laceiras ©Biblioteca Mortágua

O roteiro pode prosseguir “nas quedas de água que é um percurso muito bonito e onde Tomas da Fonseca fez referencia em alguns livros.
Tomás da Fonseca morreu em 1968 e é recordado em Mortágua com um busto, próximo da Câmara Municipal e com o nome atribuído a uma biblioteca.

Livros de Tomás da Fonseca na biblioteca com o seu nome
Livros de Tomás da Fonseca na biblioteca com o seu nome

Quem quiser pode fazer aqui uma paragem e consultar as quase 40 obras da autoria de Tomás da Fonseca. Algumas são primeiras edições. Outra evocação é um passeio literário que se realiza anualmente em Junho.

Recriação do passeio literário dedicado a Tomás da Fonseca ©Biblioteca Municipal
Recriação do passeio literário dedicado a Tomás da Fonseca ©Biblioteca Municipal

É um percurso que está muito associado ao escritor e que em cada ano tem um tema.

Mortágua
Mortágua

Um outro roteiro literário que merece igualmente ser descoberto é o do escritor Branquinho da Fonseca, filho de Tomás da Fonseca. Nasceu em Mortágua e teve um papel determinante no acesso dos portugueses à literatura e à poesia. De certa forma, pode ser considerado o “pai” das Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian que percorreram durante décadas o país.
Roteiro Tomás da Fonseca faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo