S. Bento – a estação dos cabeças no ar

A Estação de S. Bento no centro histórico do Porto tem sido distinguida como uma das mais bonitas do Mundo e, podemos exagerar um pouco, é uma estação de cabeças no ar. Tantos que por vezes é impossível tirar uma fotografia sem alguém estar a olhar para o tecto.


De mapa na mão, centenas de turistas visitam diariamente o vestíbulo de passageiros para verem os painéis com mais de 22 mil azulejos que cobrem uma área superior a 500 metros quadrados.

Alguns azulejos são etnográficos
Alguns azulejos são etnográficos

Os azulejos são da autoria de Jorge Colaço.
Paula Azevedo, arquitecta da Unidade de Património Histórico e Cultural da IP Património, diz que “é um magnifico exemplo de como adaptar uma obra de arte à arquitectura.
site_sbento_1114Contam episódios da história de Portugal e tem uma cronologia dos transportes terrestres.

São 22 mil azulejos
São 22 mil azulejos

Este património está classificado como Imóvel de Interesse Público. Não só o vestíbulo como a estação de passageiros da autoria do arquitecto José Marques da Silva.

Passagem para o cais
Passagem para o cais

A Estação de S. Bento foi inaugurada em 1916 após a circulação ferroviária na Ponte D. Maria mas os comboios chegaram muito antes ao interior do Porto, onde estava o convento das freiras beneditinas de S. Bento de Ave Maria.

Vista para o largo
Vista para o largo

O edifício estava parcialmente em ruínas e foi demolido para dar lugar à estação. O arquitecto José Marques da Silva, natural do Porto mas a estudar em Paris, foi quem ganhou o concurso.

Exterior da estação com a igreja dos Congregados
Exterior da estação com a igreja dos Congregados

O seu projecto final de curso já era a pensar numa grande estação terminal, uma antecipação do seu projecto para a Estação de S. Bento no Porto. O edifício é imponente e de estilo neoclássico.
site_sbento_1089Jorge Colaço, pintor e ceramista, também teve forte influencia francesa. Utilizou cores muito claras e compôs grandes painéis de azulejos retratando figuras e eventos relevantes da história portuguesa como por exemplo D. João I e D. Filipa de Lencastre, Egas Moniz e o Infante D. Henrique na conquista de Ceuta.

Egas Moniz
Egas Moniz

A monumentalidade do edifício e o fascínio dos azulejos ofuscam o resto da estação, nomeadamente a cobertura metálica do cais de embarque que deixa passar luz natural até à boca do túnel que faz a ligação a Campanhã.

Cais dos comboios e o túnel com ligação a Campanhã
Cais dos comboios e o túnel com ligação a Campanhã

A estação fica num lugar apertado mas mesmo assim foi inaugurada com oito linhas terminais e cinco cais de embarque.

site_sbento_1113S. Bento – a estação dos cabeças no ar faz parte do programa da Antena1,

Paula Azevedo
Paula Azevedo

Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s