O pitoresco Castelo de Porto de Mós

As encostas arredondadas da serra dos Candeeiros servem de moldura e acrescentam graciosidade ao surpreendente castelo de Porto de Mós. Altivo e gracioso com as varandas decoradas com arcos e as duas torres que terminam em forma de pirâmide e com telha verde forma um conjunto que nos surpreende ao longe, antes de chegarmos à vila. O castelo está num outeiro e é sem dúvida … Continue a ler O pitoresco Castelo de Porto de Mós

Pintar e cantar os Reis no concelho de Alenquer

Quem desconhece o motivo fica surpreendido. Percorremos algumas ruas onde todas as casas têm desenhos e siglas pintadas nas paredes próximo da porta de entrada. Em cerca de uma dezena de aldeia do concelho de Alenquer. Na verdade, quem conhece os códigos, fica a saber a caraterização de cada família. Diz José Barbieri que, por exemplo, se “numa casa, no último ano, morreu alguém, as … Continue a ler Pintar e cantar os Reis no concelho de Alenquer

Paisagem da vinha no Pico que é Património Mundial

São as vinhas que resistem à ira do vento temperado com o sal do mar. São as vinhas que brotam da terra agreste, com poucos dias de sol e coberta de pedras de basalto e grandes superfícies de lava espalhada pelos terrenos. Apesar de todas as adversidades, a que se juntava a pobreza, as tempestades e a fúria vulcânica, os povoadores logo a partir do … Continue a ler Paisagem da vinha no Pico que é Património Mundial

O património da Linha do Oeste

Viajar nos cerca de 200 km da Linha do Oeste é assistir ao vivo a um documentário sobre a criação dos caminhos de ferro em Portugal. A circulação ferroviária na Linha do Oeste, entre Lisboa e a Figueira da Foz começou no final do século XIX e nos dias de hoje podemos ver uma parte substancial do património de muitas estações que ainda é o … Continue a ler O património da Linha do Oeste

Castelo de Germanelo onde os criminosos eram livres

Germanelo é o nome de um castelo fora de prazo. Foi mandado construir por D. Afonso Henriques em 1143 para proteger Coimbra e o Mondego. Só que, o Conquistador foi tão rápido que cinco anos depois já tinha tomado Santarém e Germanelo perdeu a sua razão de ser. Entrou em decadência e desmoronou-se tal como a sua relevância. Restou parte de uma muralha que foi reconstruída … Continue a ler Castelo de Germanelo onde os criminosos eram livres

A rua do Ácido Sulfúrico no Bairro da Cuf

O bairro operário é uma ilha no meio do imenso universo industrial da antiga CUF. Uma ilha que preserva a memória do colosso fabril e que se procura revitalizar. São pouco mais de três centenas de casas térreas todas alinhadas em banda. Porta ao meio e uma janela da cada lado. As casas estão irmanadas e as que estão no mesmo passeio partilham a cor. Quase … Continue a ler A rua do Ácido Sulfúrico no Bairro da Cuf

Pinhão D’ouro

O Douro tem uma das mais bonitas linhas ferroviárias portuguesas e a estação de Pinhão é ponto de paragem obrigatório. No passado porque era para abastecer a caldeira do comboio a vapor. Agora, o Comboio Histórico do Douro repete parte dos procedimentos mas além de se reviverem os rituais do transporte ferroviário de há um século atrás a estação do Pinhão também nos mostra como era … Continue a ler Pinhão D’ouro

A estação dos postais ilustrados de Vilar Formoso

A estação de Vilar Formoso é a principal ligação internacional ferroviária portuguesa. Foi porta de saída de milhares de emigrantes que foram à procura de um sonho. Foi também porta de entrada para milhares de refugiados da Segunda Grande Guerra que fugiram de um pesadelo. Em particular refugiados judeus com passaporte emitido pelo notável embaixador Aristides de Sousa Mendes. Esta época está retratada num memorial … Continue a ler A estação dos postais ilustrados de Vilar Formoso

S. Bento – a estação dos cabeças no ar

A Estação de S. Bento no centro histórico do Porto tem sido distinguida como uma das mais bonitas do Mundo e, podemos exagerar um pouco, é uma estação de cabeças no ar. Tantos que por vezes é impossível tirar uma fotografia sem alguém estar a olhar para o tecto. De mapa na mão, centenas de turistas visitam diariamente o vestíbulo de passageiros para verem os painéis … Continue a ler S. Bento – a estação dos cabeças no ar

Estação do Rossio – uma das mais bonitas do Mundo

A Estação do Rossio em Lisboa é uma das mais bonitas em todo o mundo. Não passa despercebida a muitas publicações internacionais que por várias vezes lhe atribuíram esse estatuto. A Estação do Rossio não tem a dimensão de gares de Paris ou Nova Iorque mas, certamente com base subjectiva, supera-as com a beleza de um edifício em pedra lioz e com um estilo único. A … Continue a ler Estação do Rossio – uma das mais bonitas do Mundo

Sinta-se em casa na estação de comboios de Caminha

Uma casa típica portuguesa. Vamos esperar o comboio como se estivéssemos em casa. É este o conceito que podemos inferir das pequenas estações de comboio que foram construídas há cerca de um século e que encontramos em vários lugares do pais. Caminha é um bom exemplo. Paula Azevedo, arquitecta da Unidade de Património Histórico e Cultural da IP Património, descreve-a como uma estação de passagem … Continue a ler Sinta-se em casa na estação de comboios de Caminha

Ponto de encontro em Ourém é no castelo

O castelo de Ourém é um dos mais interessantes de Portugal. Devido à sua beleza e também pelas histórias que preserva. Está classificado como Monumento Nacional. A fortificação está num monte, com uma subida íngreme e ergue-se vigilante da cidade de Ourém. Tem duas grandes construções. O Paço dos Condes com dois enormes torreões e a cidadela que é ainda maior. Entre as duas estruturas em … Continue a ler Ponto de encontro em Ourém é no castelo

O heroísmo de Angra e do Monte Brasil

Angra do Heroísmo é cidade património mundial. Foi a primeira em Portugal a ter esta distinção da Unesco mas ela, de certa forma, representa a história de todo o país nos Descobrimentos. Escala obrigatória das caravelas, Angra do Heroísmo foi ponto de confluência de culturas e o seu património resulta da vivência desta fusão. A classificação pela Unesco não foi apenas pelo património edificado, os … Continue a ler O heroísmo de Angra e do Monte Brasil

O Montinho romano das Laranjeiras

Os romanos tinham bom gosto. Construíram uma Villa mesmo ao lado do rio Guadiana com uma bela vista e num sitio agradável para viver. Ainda hoje quando se visita a Villa Romana do Montinho das Laranjeiras temos essa sensação. Uma ligeira encosta junto ao rio que aqui se manifesta sereno e imponente devido à extensão do seu percurso que é visível. No presente tem muitas embarcações … Continue a ler O Montinho romano das Laranjeiras

Os buracos do Bordado de Tibaldinho – “olha o grande, olha o pequenino”

O Bordado de Tibaldinho exprime-se através de uma linguagem de buracos que estruturam o efeito decorativo. Segundo a bordadeira Cidália Rodrigues, “quanto mais cortamos o pano liso com a tesoura, fazemos buracos, olha o grande, olha o pequenino, mais bonita fica. Depois é a variedade de pontos e de motivos: flores, malmequeres, aves…. Quanto mais motivos tiver mais bonito fica.” O pano branco é de linho … Continue a ler Os buracos do Bordado de Tibaldinho – “olha o grande, olha o pequenino”

O motim da água e o misterioso desaparecimento do pelourinho de Torres Vedras

Torres Vedras é uma terra de abundância de vinho e água. Um dos monumentos mais fotografados e com grande relevância histórica é o Chafariz dos Canos mas a sua história está também relacionada com a secura a que foram sujeitos os presos. O chafariz é de estilo gótico, foi construído no século XIV e agora está em destaque numa praça do centro histórico. Tem vários … Continue a ler O motim da água e o misterioso desaparecimento do pelourinho de Torres Vedras

Nisa tem três Monumentos Nacionais

Nisa é muito conhecida pelo seu artesanato, os bordados e a olaria, mas também tem um património histórico muito rico. No concelho há três monumentos nacionais. O singular castelo da Amieira do Tejo, a anta de S. Gens e a muralha de Nisa. D. Dinis mandou construir a fortificação de Nisa no final do século XIII. Um castelo com seis torres. Mas no inicio do … Continue a ler Nisa tem três Monumentos Nacionais