As filhós da ti Raquel são as mais conhecidas da serra do Caldeirão

Cortelha é uma pequena aldeia do concelho de Loulé, na serra do Caldeirão. Dois produtos naturais marcam a economia e a gastronomia local: o mel e o medronho.
A aguardente de medronho tem grande saída agora no Natal. É costume oferecerem um copo de aguardente quando parte do Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão vai cantar as janeiras.

A ti Raquel na confeção das filhós ©Márcio Rodrigues
A ti Raquel na confeção das filhós ©Márcio Rodrigues

Na cozinha da ti Raquel é também utilizada na confeção das filhós o que as tornam famosas. A receita é simples, “levam farinha, fermento, ovos e um cálice de vinho de aguardente de medronho. Fica mais forte.”

site_filhos_raquel_7318Uma conterrânea testemunha a qualidade das filhós da ti Raquel e acrescenta que “eram as mais adoradas da nossa aldeia”.  Ela, “o meu nome é Raquel mas chamam-me ti Raquel,” confirma: “adoravam as minhas filhós.

A "mão na massa" com aguardente de medronho ©Márcio Rodrigues
A “mão na massa” com aguardente de medronho ©Márcio Rodrigues

Fazia um alguidar grande e num instante desapareciam. Um levava cinco, outro duas ou três… desapareciam logo”.
Agora diz que não tem feito nada. Com as obras em casa “o que faço é comer e dormir. Mas regressou às filhós porque o Natal está a chegar e os membros do grupo Etnográfico esperam degustar algumas.

A ti Raquel na confeção das filhós ©Márcio Rodrigues
A ti Raquel na confeção das filhós ©Márcio Rodrigues

Como também as costas que a ti Raquel continua a fazer. “As costas é simples de fazer. A base é massa do pão e colocam açúcar e canela”.
Começámos nas filhós com aguardente de medronho, já provámos as costas mas devíamos ter começado pelas papas de milho.

As papas a serem confecionadas pela ti Raquel ©Márcio Rodrigues
As papas a serem confecionadas pela ti Raquel ©Márcio Rodrigues

Segundo a conterrânea da ti Raquel, as papas de milho também desaparecem num instante. “Faz umas ricas papas. Fazemos passeios, um festival de folclore e mais atividades. É ela que faz as papas e rapidamente acabam.

As papas a serem confecionadas pela ti Raquel ©Márcio Rodrigues
As papas a serem confecionadas pela ti Raquel ©Márcio Rodrigues

A quantidade, pelo que conta a ti Raquel, é um tacho com 5kg de milho. “Um tacho enorme. Eles gostam das papas. Leva qualquer coisa… não é!”. Esse qualquer coisa não o diz.

As papas a serem confecionadas pela ti Raquel ©Márcio Rodrigues
As papas a serem confecionadas pela ti Raquel ©Márcio Rodrigues

A outra mulher é que acrescenta que é vulgar na região fazerem papas de milho com marisco, atum ou chouriça, produtos fáceis de adquirir. A ti Raquel fala mais em conquilhas mas passou a fazer a cozedura em separado. É no prato que cada um junta as conquilhas com as papas e fica “uma maravilha”.
site_etnografico_cortelha_7252Além dos dotes culinários que têm fama na Cortelha, a ti Raquel faz farte do Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão que visa divulgar a cultura regional.
As filhós da ti Raquel são as mais conhecidas da serra do Caldeirão faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e a emissão deste episódio pode ouvir aqui.

O Vou Ali e Já Venho tem o apoio:Af_Identidade_CMYK_AssoMutualistaAssinaturaBranco_Baixo

Um pensamento sobre “As filhós da ti Raquel são as mais conhecidas da serra do Caldeirão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s