As sementes regressam este fim de semana a Idanha-a-Velha

É o regresso das sementes não adulteradas e de agricultura natural à antiga Egitânia. São três dias de um evento gastronómico que vai ter uma grande diversidade de iniciativas centradas em alimentos saudáveis e agricultura biológica. A partir desta sexta-feira e até domingo vai haver um mercado local de comida artesanal, workshops, palestras e degustações sobre alimentação saudável, nutrição, agricultura local e sustentabilidade rural. Vão … Continue a ler As sementes regressam este fim de semana a Idanha-a-Velha

O “Coração de Portugal” em Mangualde

Os melhores vinhos e produtos da região de Viseu Dão Lafões, que se auto-intitula o “Coração de Portugal”, vão estar à prova em Mangualde no próximo fim de semana, de 4 a 6 de Outubro. A Prove’18 envolve restaurantes, mercado gourmet, cozinha ao vivo e, claro, prova de vinhos Dão. A entrada é livre Do programa fazem ainda parte demonstrações de cozinha ao vivo com … Continue a ler O “Coração de Portugal” em Mangualde

Casas Açorianas assinalam Dia Mundial do Turismo com oferta de estadia de duas noites

A associação Casas Açorianas, de Turismo Rural, assinala o Dia Mundial do Turismo, que se comemora hoje, com uma oferta de estadia de duas noites para duas pessoas numa das unidades associadas e à escolha. A selecção é feita por sorteio promovido pela Associação. Para se candidatar a esta oferta, basta visitar as páginas das redes sociais das Casas Açorianas ou o seu site, deixando … Continue a ler Casas Açorianas assinalam Dia Mundial do Turismo com oferta de estadia de duas noites

Visita à Basílica do Outeiro seguida da tradicional pandorcada

A Basílica do Outeiro, no concelho de Bragança, é um templo único e pode ser visitado esta sexta e sábado, num programa especial organizado pela pela Direcção Regional de Cultura do Norte. Há ainda um piquenique com a tradicional pandorcada das Festas de São Gonçalo que se costumam realizar no inicio do ano. O programa visa a dinamização cultural de sítios com grande valor patrimonial … Continue a ler Visita à Basílica do Outeiro seguida da tradicional pandorcada

Roteiro Renascer na Serra da Gardunha

A Serra da Gardunha é única na Beira com as vilas e aldeias viradas para o sol quase todo o dia. A encosta da serra protege do vento e é ponto de passagem para os pastores. Tem ainda ribeiros e moinhos de água que fazem parte do património natural e cultural da região. No Verão transformam-se em praias fluviais. Algumas são verdadeiramente bonitas e refrescantes … Continue a ler Roteiro Renascer na Serra da Gardunha

A rua Direita de Chaves onde se discutia política

“A Firma Ermelinda Dias Chaves – solas e cabedais, fica na Rua Direita, a mais torta de Chaves”. A descrição desta loja, uma das mais tradicionais, é feita pela dona do estabelecimento, Ermelinda Dias. É uma loja centenária que provisoriamente se mudou do 96 para o numero 24. Ermelinda e a irmã, Teresa, fazem a gestão deste espaço comercial que já foi do pai que, … Continue a ler A rua Direita de Chaves onde se discutia política

A caminho de Santiago

Está  começar a época que junta mais peregrinos no Caminho Português para Santiago. Vai de Maio a Setembro/Outubro. No ano passado foram 59 mil os peregrinos registados que fizeram este caminho. O registo é através de uma credencial que em Lisboa é obtida na Igreja de Nossa Senhora dos Mártires e na Sé Catedral de Lisboa. Miguel Torres é quem os recebe, presta algumas informações … Continue a ler A caminho de Santiago

Lisboa-Porto em 34h

Há 220 anos foi criado o serviço da mala-posta em Portugal entre Lisboa e Coimbra mas não teve grande sucesso. A 28 de Maio de 1855 foi feita nova tentativa para relançar o serviço, teve algum sucesso mas por pouco tempo porque no ano seguinte foi inaugurada a primeira ligação de caminho de ferro entre Lisboa e o Carregado. O serviço de mala-posta entre Lisboa … Continue a ler Lisboa-Porto em 34h

Carlos Carvalhas sugere Roteiro Renascer em S. Pedro do Sul

Carlos Carvalhas propõe um percurso muito variado e saboroso no concelho onde nasceu. O ponto de partida é S. Pedro do Sul, mais especificamente o balneário da Rainha D. Amélia. </a As Termas constituem um dos principais pontos de atracão da cidade que está situada na região de Lafões. Após o “duche Vichy” Carlos Carvalhas propõe um passeio por percursos pedestres e a descoberta das … Continue a ler Carlos Carvalhas sugere Roteiro Renascer em S. Pedro do Sul

O Castelo crepúscular de Palmela

O Castelo de Palmela é um dos melhores miradouros entre os rios Tejo e Sado. Está 240 metros acima do nível do mar e em dias limpos vê-se Sintra e do outro lado é com facilidade que se observa Sesimbra e Tróia. Em boas condições a vista alcança o castelo de Alcácer do Sal e Sines segundo o testemunho de Claúdio Belchior que trabalha no … Continue a ler O Castelo crepúscular de Palmela

A dádiva do Museu do Caramulo

O Museu do Caramulo é um dos melhores exemplos da generosidade humana e é caso único em todo o mundo. Tem mais de 500 obras de arte e foram todas oferecidas. É um projecto invulgar porque é totalmente constituído por doações e porque também é pertença dos doadores. Todos os que oferecem uma obra de arte ficam também como donos do Museu, cada doador tem … Continue a ler A dádiva do Museu do Caramulo

A fantástica Real Fábrica do Gelo

Os reis e a corte há dois séculos já tinham a resposta, mesmo antes da invenção do frigorífico. Pediam ao neveiro mor e ele tinha o gelo no antigo Martinho da Arcada em Lisboa ou no Café do Gelo, no Rossio. Vinha da serra da Lousã ou da Serra de Montejunto da Real Fábrica do Gelo. Pode-se visitar e tem histórias fantásticas. Conforme conta Carlos … Continue a ler A fantástica Real Fábrica do Gelo

O gelado da Lousã antes da era do frigorífico

Era possível comer um gelado em Lisboa antes da invenção do frigorífico. Uma das possibilidades era através do trabalho dos neveiros, que faziam gelo em sete poços no alto da serra da Lousã, no lugar de Santo António da Neve. A neve e o gelo eram colocados em poços profundos de xisto. Depois a neve era calcada e formava-se num enorme bloco de gelo. O … Continue a ler O gelado da Lousã antes da era do frigorífico

Vila Branca e Rosa de Foz Côa

É uma das mais belas paisagens do Norte de Portugal e pode ser vista apenas durante algumas semanas. As amendoeiras em flor dão um colorido branco e rosa que marca o fim do tempo invernoso. O concelho de Vila Nova de Foz Côa tem mais de cem mil amendoeiras e tem agora uma paisagem de encantar em particular nos vales do Douro e do Côa. … Continue a ler Vila Branca e Rosa de Foz Côa

A ver os carros a passar no miradouro da Ponte 25 de Abril

Estamos a mais de 70 metros de altura e ao lado do tabuleiro rodoviário da Ponte 25 de Abril. Dentro de uma plataforma de vidro que está suspensa. É uma caixa de vidro e de vertigens que nem todos querem experimentar. É uma experiência que nos é proposta, subir os 26 pisos do elevador que nos leva ao tabuleiro rodoviário da Ponte 25 de Abril … Continue a ler A ver os carros a passar no miradouro da Ponte 25 de Abril

O encanto das amendoeiras em flor

O Alto-Douro e o Ribacôa têm nesta altura uma das mais belas paisagens do Norte de Portugal. As amendoeiras em flor dão um colorido branco e rosa que marca o fim do tempo invernoso. Esta paisagem pode ser vista apenas durante algumas semanas. Habitualmente termina em meados de Março e toda a região fica com um manto branco e rosa sem a concorrência da vinha … Continue a ler O encanto das amendoeiras em flor

BTL BLOGGER TRAVEL AWARDS 2018

Who Trips nomeado para BTL BLOGGER TRAVEL AWARDS 2018

O Who Trips foi nomeado para a categoria “Melhor Blogue de Viagens Profissional” na edição deste ano dos BTL BLOGGER TRAVEL AWARDS 2018. Pode votar aqui. Nesta e em outras categorias. Os resultados da edição deste ano são anunciados a 3 de Março no decorrer de mais uma edição da BTL que vai ter lugar entre 28 de fevereiro e 4 de março em Lisboa. Continue a ler Who Trips nomeado para BTL BLOGGER TRAVEL AWARDS 2018

Chiuu! Estou a dormir num monumento

O olhar é diferente. Quando se está alojado num monumento a nossa perspetiva é muito diferente e temos um duplo papel que é inusitado: visitante e hóspede. Em primeiro lugar, passa a haver atenção aos objetos que nos rodeiam e não a habitual indiferença num hotel comum. Em segundo lugar, o olhar é cuidadoso, minucioso. Alternamos entre os papéis de hóspede e de visitante. Por … Continue a ler Chiuu! Estou a dormir num monumento