As cascatas selvagens na “garganta do Ocreza”

É um passeio para as quatro estações. No Verão aproveitam-se as piscinas naturais para nos refrescarmos e no inverno podemos descobrir cascatas em lugares escondidos e com uma envolvência profundamente natural. Todos os dias menos quando há trovoada. O percurso é entre casal da Serra e a Torre, parte da designada “garganta do rio Ocreza”,…

Ler Mais

As cascatas de Cortes do Meio até ao alto da Serra da Estrela

A serra da Estrela, na vertente sul, muda muita a paisagem consoante a estação do ano. Entre fragas enormes que esmagam o olhar, a Primavera dá agora uma nova vivacidade de cores e perfumes. Sucede à aridez do inverno que em algumas alturas ganha um manto branco. A neve aveluda a superfície e engrandece a…

Ler Mais

A farinha das azenhas do Inferno, Purgatório e do Paraíso … na Torre

Na garganta do rio Ocreza, pouco depois da nascente, os romanos extraíram ouro e o metal precioso está na origem do nome do rio que aqui ainda tem o estatuto de ribeira. Mais recentemente, um do sustento de muitas famílias que viviam nesta zona da serra da Gardunha, entre Casal da Serra e a Torre,…

Ler Mais

As cascatas (à escolha) do Penedo Furado

São várias as cascatas do Penedo Furado. Duas ribeiras oferecem-nos quedas de água e piscinas naturais que são muito procuradas no verão. Agora temos oportunidade de ver a força das cascatas. Algumas cascatas têm vários metros de altura, mas muitas, talvez a maioria, não são muito altas. Com a época das chuvas ganham uma força…

Ler Mais