Paradela: o miradouro de Penha de Torres e o ponto mais oriental de Portugal

O miradouro na Penha das Torres é deslumbrante e tem o simbolismo de estarmos no ponto mais oriental de Portugal. Junto a Paradela, no planalto transmontano a 16km de Miranda do Douro. É uma pequena aldeia que já teve muito trabalho nas minas de estanho, depois na pastorícia e na agricultura, mas hoje tem muito pouca…

Ler Mais

O miradouro Casal de Loivos é a varanda de Pinhão

Do miradouro Casal de Loivos contemplamos, Pinhão, uma grande extensão do Douro num meandro deslumbrante e a vinha a abraçar os montes em forma de cone do outro lado da margem do rio. A par do miradouro da Quinta das Carvalhas, que fica do outro lado do rio Douro, Casal de Loivos oferece uma das mais…

Ler Mais

Miradouro de Frei Estevão e da N222

O miradouro de Frei Estevão é um ponto de paragem obrigatório na Nacional 222 em Ervedosa do Douro. O miradouro fica mesmo ao lado da rodovia que namora o rio. É parar e ver de imediato um dos cenários mais bonitos do Douro e que ilustra o motivo porque toda esta área foi classificada pela Unesco…

Ler Mais

Senhora de Lurdes é um dos mais fascinantes miradouros do Douro Vinhateiro

“Devido ao fascínio exercido nos homens pela grandiosidade do vale do Douro, vão erguer pequenos santuários de romaria em pontos notáveis da sua paisagem. Mirantes de contemplação de um lugar mágico”Portugal, o Sabor da Terra; Jose Mattoso, Suzanne Daveau, Duarte Belo. O miradouro de Senhora de Lurdes é uma surpresa. Um dos mais deslumbrantes do…

Ler Mais

O bonito miradouro de Santa Bárbara e do Douro

Diz o ditado popular que só nos lembramos de Santa Bárbara quando troveja, mas aqui, não. É ao contrário. Vale a pena subir (é quase escalar!) o monte e ir ao miradouro ver a paisagem vinhateira a encantar o Douro. A altitude é de 384 metros. Não é muito alto, mas temos uma vista de…

Ler Mais

Silgueiros: o berço do vinho do Dão

A vinha está presente em quase toda a freguesia. Em grandes extensões ou até nos quintais que rodeiam as habitações. Numa rua de Pindelo de Silgueiros abre-se o portão do quintal da casa e vemos arcos desenhados por videiras que dão as boas vindas ao olhar coscuvilheiro. Percorremos a estrada principal e pequenos marcos ou…

Ler Mais

A vindima nos solares dos “ricos” de Santar

Santar é uma vila cheia de solares. Foi as Cortes da Beira, terra de gente rica e produtora de vinhos de excelente qualidade. São vários atributos que servem para explicar como esta pequena vila do concelho de Nelas tem um património fabuloso. Solares, jardins barrocos, cruzeiros, fontanários, igrejas que remontam ao século X, são inúmeros…

Ler Mais

O Vesúvio do Douro

Uma das experiências mais deslumbrantes para descobrir o Alto Douro Vinhateiro é seguir o rio. De barco, ou de comboio que serpenteia as margens do Douro. De barco há vários cruzeiros, alguns deles com viagens de poucas horas, mas suficientes para nos apercebermos da beleza do rio a espelhar a grandeza dos socalcos da vinha.…

Ler Mais

Museu do Vinho de S. João da Pesqueira é o miradouro do Douro Vinhateiro

“No Douro, em encostas que até aí só davam mato bravio, começou, no século XVII, a levantar-se a escadaria de geios ou socalcos destinados a suster a terra, em parte criada com a rocha moída e cabazadas de estrume – a mais vasta e imponente obra humana do território português.” Portugal, o Mediterrâneo e o…

Ler Mais

Alcobaça tem o maior museu do vinho em Portugal

Vinho, Saúde, Alegria, são as palavras pintadas numa dorna de madeira sobre um carro de bois, um conjunto que há muitos anos fazia o transporte de uvas para a produção de vinho. Estão próximo da entrada do Museu do Vinho de Alcobaça e, de certa forma, revelam a importância do vinho a nível nacional –…

Ler Mais

O Vale Formoso das Furnas “que o mundo espanta”

O Vale Formoso das Furnas, na ilha de S. Miguel, é único. Estamos num vale que é a cratera um vulcão adormecido, em 1630, depois de uma profunda transformação desta zona. Como a Leonor de Camões, “formosa e não segura” (…) “Tão linda que o mundo espanta” É um dos três vulcões centrais activos na…

Ler Mais

Termas Romanas de S. Pedro do Sul – onde o fundador de Portugal foi ao Banho

D. Afonso Henriques foi um dos utilizadores das Termas de S. Pedro do Sul, ou Banho, como na altura se chamava. Correu mal uma batalha e procurou as águas de Banho para resolver, ou atenuar, as sequelas da fratura de um fémur. Afonso Henriques teve um acidente com um cavalo em Badajoz quando, com Geraldo…

Ler Mais

Figueira da Foz podia ser a melhor “estação dos banhos” em Portugal

“Nenhuma outra praia em Portugal possui as condições da Figueira da Foz para tornar agradável a estação dos banhos. Batida do grande mar, tendo à direita a bonançosa baía de Buarcos e à esquerda os rochedos em que assenta o castelo de Santa Catarina, que defende a foz do Mondego, a vila da Figueira oferece…

Ler Mais

Ericeira, “depois Olhão, é esta terra mais asseada de Portugal”

A Ericeira tem cerca de uma dezena de praias e para todos os gostos. Umas protegidas por arribas e formam anfiteatros naturais. Outras em enseadas. A maioria a fazer frente ao impetuoso vento marítimo e, por vezes, a serrar o mar, como diz José Manuel Lourenço, homem do mar, natural da Ericeira e gosta de…

Ler Mais

Faia Brava, selvagem e livre no vale do Côa

Uma manada de cavalos garranos refresca-se num pequeno lago. São cavalos selvagens com um vasto território de mais de mil hectares da reserva da Faia Brava por onde andam livremente. Só o macho andava um pouco mais distante. Os restantes pastavam junto à berma da lagoa. Um potro ganhava agilidade no meio da água mas tinha…

Ler Mais

No Jardim Zoológico para descobrir os elefantes e rinocerontes que desfilavam em Lisboa

Faz agora 500 anos que um rei gostava de desfilar em Lisboa com vários animais, entre eles, elefantes e rinocerontes. Era um jardim zoológico ambulante. Segundo alguns relatos, o zoo saía apenas algumas vezes à rua, com muita pompa e circunstância. A iniciativa era do rei D. Manuel I que se fazia acompanhar nas ruas…

Ler Mais

Quem quer casar com o Rei D. Sebastião?

A imagem do rei D. Sebastião acompanhado de um cão é, sem dúvida, um dos retratos mais conhecidos em Portugal. Tem igualmente uma forte carga mitológica associada ao “desejado”.Mas, quando foi feito o retrato, sete anos antes da morte de D. Sebastião em Alcácer Quibir, em 4 de Agosto de 1578, o objetivo era outro. O…

Ler Mais

Meitriz e a praia fluvial de Além Barco nas terras de ninguém de Arouca

Ponto prévio: é preciso esquecer mapas, gps… e confiar na estrada, que nos vai levar a algum lado. Estamos nos confins de serras e lugares sem gente e o importante é desfrutar do devir, da paisagem selvagem.Percorrem-se quilómetros sem se ver gente, sem carros, a vista está despoluída. Somos esmagados pela Natureza.Andamos entre a serra…

Ler Mais