Castelo de Mogadouro – o início da linha defensiva do nordeste transmontano

Mogadouro deve ser olhado antes de chegarmos à vila. Da estrada principal, a cerca de 2km. Olhamos para o alto da colina da vila e vemos três torres. São elas que marcam a história e o pulsar da vila, pelo menos durante alguns séculos. Duas estão no castelo e uma delas é a de torre…

Ler Mais

O miradouro da Sapinha e dos dois rios por onde passa a Barca d’Alva

A vista do miradouro da Sapinha em Março é fabulosa devido à flor das amendoeiras e ao brilho dos rios Douro e Águeda, no vale profundo, em frente de Barca d’Alva. No restantes meses é enganadora. O brilho da natureza ofusca o esquecimento. Toda a presença humana em Barca d’Alva é passageira e fugaz. Só…

Ler Mais

Os condes de Almendra, do Banho e da Nacional222

Almendra é uma amêndoa esquecida. Surpreende quem passa pela vila, no final da N222, e vê desgastada a beleza de um dos mais interessantes edifícios de estilo barroco no Norte de Portugal. Merece uma paragem mais demorada para se descobrir a verdadeira “amêndoa” do Riba- Côa. Os árabes deram-lhe o nome, outros criaram uma fortaleza…

Ler Mais

O miradouro de N. Senhora do Viso e com vista soberba

O santuário de Nossa Senhora do Viso, no concelho de Foz Côa, tem uma vista soberba. O horizonte alcança uma parte significativa da região do Douro e desce até à região da Guarda. Outros miradouros parecem insignificantes comparados com a da Senhora do Viso. Próximo do céu e das divindades os nossos antepassados construíram templos…

Ler Mais

Miradouro do gigante Penedo Durão

Da primeira vez que lá fui, num dia frio de Inverno dos meus dezassete anos, impressionou-me a fúria da corrente do rio, a abundância de aves que pelo tamanho me pareciam irreais, e, porque cenários daquela grandeza, só os conhecia do cinema. Voltei lá no final dos anos 60 e foi uma decepção: em vez…

Ler Mais

Paradela: o miradouro de Penha de Torres e o ponto mais oriental de Portugal

O miradouro na Penha das Torres é deslumbrante e tem o simbolismo de estarmos no ponto mais oriental de Portugal. Junto a Paradela, no planalto transmontano a 16km de Miranda do Douro. É uma pequena aldeia que já teve muito trabalho nas minas de estanho, depois na pastorícia e na agricultura, mas hoje tem muito pouca…

Ler Mais

O miradouro Casal de Loivos é a varanda de Pinhão

Do miradouro Casal de Loivos contemplamos, Pinhão, uma grande extensão do Douro num meandro deslumbrante e a vinha a abraçar os montes em forma de cone do outro lado da margem do rio. A par do miradouro da Quinta das Carvalhas, que fica do outro lado do rio Douro, Casal de Loivos oferece uma das mais…

Ler Mais

Miradouro de Frei Estevão e da N222

O miradouro de Frei Estevão é um ponto de paragem obrigatório na Nacional 222 em Ervedosa do Douro. O miradouro fica mesmo ao lado da rodovia que namora o rio. É parar e ver de imediato um dos cenários mais bonitos do Douro e que ilustra o motivo porque toda esta área foi classificada pela Unesco…

Ler Mais

Senhora de Lurdes é um dos mais fascinantes miradouros do Douro Vinhateiro

“Devido ao fascínio exercido nos homens pela grandiosidade do vale do Douro, vão erguer pequenos santuários de romaria em pontos notáveis da sua paisagem. Mirantes de contemplação de um lugar mágico”Portugal, o Sabor da Terra; Jose Mattoso, Suzanne Daveau, Duarte Belo. O miradouro de Senhora de Lurdes é uma surpresa. Um dos mais deslumbrantes do…

Ler Mais

Miradouro de S. Salvador do Mundo e dos amores eternos

“Desço o Doiro de barco, desde a foz do Sabor. Faltava no meu rol de deslumbramento o maior de todos que só hoje, ao cabo de muitos anos de espera, me foi concedido por não sei que caprichoso deus do acaso. Vou colado à proa do rabão, alheio aos dentes de sol e ao garrote…

Ler Mais

O bonito miradouro de Santa Bárbara e do Douro

Diz o ditado popular que só nos lembramos de Santa Bárbara quando troveja, mas aqui, não. É ao contrário. Vale a pena subir (é quase escalar!) o monte e ir ao miradouro ver a paisagem vinhateira a encantar o Douro. A altitude é de 384 metros. Não é muito alto, mas temos uma vista de…

Ler Mais

O Vesúvio do Douro

Uma das experiências mais deslumbrantes para descobrir o Alto Douro Vinhateiro é seguir o rio. De barco, ou de comboio que serpenteia as margens do Douro. De barco há vários cruzeiros, alguns deles com viagens de poucas horas, mas suficientes para nos apercebermos da beleza do rio a espelhar a grandeza dos socalcos da vinha.…

Ler Mais

Museu do Vinho de S. João da Pesqueira é o miradouro do Douro Vinhateiro

“No Douro, em encostas que até aí só davam mato bravio, começou, no século XVII, a levantar-se a escadaria de geios ou socalcos destinados a suster a terra, em parte criada com a rocha moída e cabazadas de estrume – a mais vasta e imponente obra humana do território português.” Portugal, o Mediterrâneo e o…

Ler Mais

São Xisto, o rio e a vinha: a irmandade do Douro

São Xisto é um encanto. Pela beleza natural, pela obra hercúlea do homem na decoração das montanhas com a vinha e também por ser um recanto junto ao rio Douro. A aldeia de xisto, o rio e a vinha. São a “Santíssima Trindade” do Douro, os elementos que dão corpo a uma das mais notáveis…

Ler Mais

Concatedral de Miranda do Douro

A Concatedral de Miranda do Douro é um edifício enorme tendo em conta o centro histórico da cidade. A robustez e a frieza da pedra dão-lhe um ar rude e sóbrio que é apenas quebrado pela decoração no interior. É uma igreja salão com as três naves praticamente com a mesma altura e está repleto…

Ler Mais

Competição para a catedral transmontana: candidata nº1,  Freixo de Espada à Cinta

Chamam a Freixo de Espada à Cinta a Vila Manuelina. Um dos expoentes máximos dessa época é a igreja Matriz também conhecida como igreja de S. Miguel. Foi construída no inicio do século XVI aproveitando um antigo templo gótico. A fachada é austera, tem apenas sinais decorativos no portal de entrada mas destaca-se de imediato na…

Ler Mais

Ângelo Arribas de músicas

Ângelo Arribas vive na Freixiosa, no concelho de Miranda do Douro, e é uma das pessoas mais conhecidas da música tradicional mirandesa. Toca e constrói instrumentos na sua pequena oficina, “aqui é onde passo os meus bocados. Onde faço as minhas flautas, caixas, bombos, tamboris, gaitas de foles, castanholas, paus de pauliteiro…” A listagem revela…

Ler Mais

Museu do Côa – a varanda do maior museu ao ar livre do Mundo

O Museu do Côa está no topo de uma colina virado para a foz do rio Côa e leva-nos pelo serpentear do rio até alguns dos 80 sítios onde há gravuras rupestres do Paleolítico. Do terraço do museu vemos as silhuetas das encostas do Vale do Côa, uma imensidão de espaço que nos recorda que o…

Ler Mais