Guerra e Paz em Évora Monte

O castelo é único na Península Ibérica por conjugar uma estrutura defensiva com um paço em estilo renascentista. Nasceu com a guerra da Reconquista, mais tarde foi reconstruído e adaptado às armas de fogo mas nunca esteve envolvido em qualquer conflito. Tiros só de caça. Évora Monte destaca-se também pelo tratado de paz que pôs fim à guerra civil entre liberais e absolutistas. O castelo … Continue a ler Guerra e Paz em Évora Monte

O pitoresco Castelo de Porto de Mós

As encostas arredondadas da serra dos Candeeiros servem de moldura e acrescentam graciosidade ao surpreendente castelo de Porto de Mós. Altivo e gracioso com as varandas decoradas com arcos e as duas torres que terminam em forma de pirâmide e com telha verde forma um conjunto que nos surpreende ao longe, antes de chegarmos à vila. O castelo está num outeiro e é sem dúvida … Continue a ler O pitoresco Castelo de Porto de Mós

Castelo de Germanelo onde os criminosos eram livres

Germanelo é o nome de um castelo fora de prazo. Foi mandado construir por D. Afonso Henriques em 1143 para proteger Coimbra e o Mondego. Só que, o Conquistador foi tão rápido que cinco anos depois já tinha tomado Santarém e Germanelo perdeu a sua razão de ser. Entrou em decadência e desmoronou-se tal como a sua relevância. Restou parte de uma muralha que foi reconstruída … Continue a ler Castelo de Germanelo onde os criminosos eram livres

«Tudo como dantes, quartel-general em Abrantes»

O castelo de Abrantes é uma das maiores fortificações da linha defensiva do Tejo do tempo da Reconquista. Já foi quase tudo. Castelo medieval, passou a fortaleza, foi quartel militar, presídio e agora uma das funções é servir como miradouro.Na opinião de Etelvino Martins, nos dias não muito quentes os visitantes “é entrar, ver e sair. No Verão é muito diferente, é também um espaço de … Continue a ler «Tudo como dantes, quartel-general em Abrantes»

Castelo de Vide e da Cidadania Salgueiro Maia

Salgueiro Maia nasceu em Castelo de Vide faz hoje 75 anos. A data está a ser assinalada na mesma altura em que está a ser criada a Casa da Cidadania Salgueiro Maia que vai ficar com o seu espólio e que fica num dos lugares mais emblemáticos da vila. É no castelo e concretiza o segundo desejo do capitão de Abril. O primeiro é que … Continue a ler Castelo de Vide e da Cidadania Salgueiro Maia

O castelo que mudou a cidade de Pombal

O castelo de Pombal é uma das principais fortalezas da Reconquista.Foi profundamente inovador na época da sua construção, no final do século XII. São exemplos a introdução em Portugal da torre de menagem e do alambor. A arte e o saber da Guerra Santa foi transportado para o monte que deu origem à cidade de Pombal. Atribui-se a ao mestre templário D. Gualdim Pais a … Continue a ler O castelo que mudou a cidade de Pombal

O castelo de Montemor-o-Velho que guarda a Senhora do Ó

O castelo de Montemor-o-Velho é uma das maiores fortificações em Portugal. A sua origem é árabe e teve um papel importante na defesa do Mondego e de Coimbra no período da Reconquista. Ainda hoje se percebe a sua imponência e a vista ampla que alcança. É também um museu ao ar livre com dez séculos de história.Conforme conta Sandra Lopes, responsável de Cultura e Turismo … Continue a ler O castelo de Montemor-o-Velho que guarda a Senhora do Ó

Castelo e castelejo de Penela

O castelo de Penela teve uma função importante na defesa de Coimbra. Essencialmente quando a corte se mudou para a cidade do Mondego no tempo da Reconquista. O castelo está em cima de rochedos, a sua forma adapta-se ao terreno e as muralhas também variam em altura. Do tempo das guerras da Reconquista resta apenas o castelejo. É a única parte da fortaleza que é … Continue a ler Castelo e castelejo de Penela

Vista do Talasnal do Castelo da Lousã

O castelo da Lousã e da triste Peralta

O castelo da Lousã faz parte da primeira linha defensiva de Coimbra no tempo da reconquista em que o Mondego era a linha mais a sul. No entanto, a sua origem é imprecisa. Presume-se que o local onde foi construído pertencia a Arouce que já existia em 943. Foi, aliás, este o nome da fortificação até passar a ser designado por Castelo da Lousã apesar … Continue a ler O castelo da Lousã e da triste Peralta

O cruzamento no castelo de Torres Novas

Um enorme busto de D. Sancho I está à nossa espera na escadaria que nos leva ao castelo. Há cinco ou seis séculos atrás era o alcaide que controlava o acesso, depois de ter construído a sua casa mesmo ao lado da porta principal. O castelo foi parcialmente reconstruído em meados do século passado, é Monumento Nacional e um dos locais mais visitados de Torres … Continue a ler O cruzamento no castelo de Torres Novas

O madeiro de Penamacor já não vai à tropa

Os de Penamacor dizem que é o maior madeiro de Portugal. Sentem orgulho e até estão a preparar uma candidatura a património imaterial da humanidade junto da UNESCO. O madeiro é uma tradição da Beira, talvez de origem celta, e no século passado esteve associado ao serviço militar obrigatório. Era organizado por jovens que iam à inspeção ou quando começavam a tropa, como é o … Continue a ler O madeiro de Penamacor já não vai à tropa

Ponto de encontro em Ourém é no castelo

O castelo de Ourém é um dos mais interessantes de Portugal. Devido à sua beleza e também pelas histórias que preserva. Está classificado como Monumento Nacional. A fortificação está num monte, com uma subida íngreme e ergue-se vigilante da cidade de Ourém. Tem duas grandes construções. O Paço dos Condes com dois enormes torreões e a cidadela que é ainda maior. Entre as duas estruturas em … Continue a ler Ponto de encontro em Ourém é no castelo

Museu Militar e miradouro de Chaves

Chaves tem vários motivos de interesse e há um que se destaca: a torre de menagem do castelo. Conceição Ribeiro é guia do Museu Militar há 30 anos e não tem qualquer dúvida sobre a principal atracão de chaves com quantidade de visitantes estrangeiros que recebe. Ela também é peremptória em outro aspecto do castelo: “no topo da torre as vistas da cidade são encantadoras, lindíssimas. … Continue a ler Museu Militar e miradouro de Chaves

Um rio de História em Mértola

Mértola é um museu a céu aberto que revela a sua história de porto comercial por várias civilizações. Até a sala de entrada do hotel onde fiquei tem uma galeria com ruínas romanas. No edifício da Câmara Municipal a situação é relativamente semelhante. A cave está repleta de ruínas de uma casa romana e até funciona como um núcleo museológico. É a Casa Romana. Em muitos … Continue a ler Um rio de História em Mértola

João Azevedo sugere Roteiro Renascer em Mangualde

O Roteiro Renascer nas zonas mais prejudicadas pelos incêndios do ano passado é da autoria de João Azevedo. O presidente da Câmara de Mangualde sugere um roteiro pelo seu concelho com destaque para Feira dos Santos que se realiza no inicio de Novembro. É um evento que se realiza no interior da cidade e reúne milhares de visitantes que vão ao encontro de produtores e … Continue a ler João Azevedo sugere Roteiro Renascer em Mangualde

Nisa tem três Monumentos Nacionais

Nisa é muito conhecida pelo seu artesanato, os bordados e a olaria, mas também tem um património histórico muito rico. No concelho há três monumentos nacionais. O singular castelo da Amieira do Tejo, a anta de S. Gens e a muralha de Nisa. D. Dinis mandou construir a fortificação de Nisa no final do século XIII. Um castelo com seis torres. Mas no inicio do … Continue a ler Nisa tem três Monumentos Nacionais

Salvaterra do Extremo e de la Mayor

No tempo das guerras fronteiriças era a Salvaterra da Beira. Após a delimitação de fronteiras passou a Salvaterra do Extremo. Foi sede de concelho e a história é recordada no Largo da Praça com a antiga Casa da Câmara e o pelourinho que é do século XVI. Com o novo traçado das fronteiras com Espanha teve também uma fortificação que se confrontava em linha de … Continue a ler Salvaterra do Extremo e de la Mayor

O “slide” transfronteiriço de Sanlúcar a Alcoutim

Os castelos de Alcoutim e de Sanlúcar confrontam-se na linha de vista e no passado estiveram mesmo em Guerra. São estruturas militares concebidas para defender a fronteira entre os dois países. Hoje é o contrário. São postais ilustrados para seduzir visitantes dos dois lados da fronteira. Nos últimos anos até se faz a travessia de barco para se regressar de slide. Na Tirolina. As duas … Continue a ler O “slide” transfronteiriço de Sanlúcar a Alcoutim