D. Sebastião - MNAA

Quem quer casar com o Rei D. Sebastião?

A imagem do rei D. Sebastião acompanhado de um cão é, sem dúvida, um dos retratos mais conhecidos em Portugal. Tem igualmente uma forte carga mitológica associada ao “desejado”.Mas, quando foi feito o retrato, sete anos antes da morte de D. Sebastião em Alcácer Quibir, em 4 de Agosto de 1578, o objetivo era outro. O alvo era fora de fronteiras e o propósito não foi … Continue a ler Quem quer casar com o Rei D. Sebastião?

Um mergulho nos Olhos da Fervença em Cantanhede

Vamos à nascente dar um mergulho. A praia fluvial dos Olhos da Fervença fica mesmo ao lado da estação elevatória que abastece o concelho de Cantanhede. A água corre depois por um leito estreito e, de seguida, dá corpo a uma enorme piscina.A Praia Fluvial dos Olhos da Fervenca tem o piso em areia e não é muito funda. A profundidade varia e o máximo … Continue a ler Um mergulho nos Olhos da Fervença em Cantanhede

Meitriz e a praia fluvial de Além Barco nas terras de ninguém de Arouca

Ponto prévio: é preciso esquecer mapas, gps… e confiar na estrada, que nos vai levar a algum lado. Estamos nos confins de serras e lugares sem gente e o importante é desfrutar do devir, da paisagem selvagem.Percorrem-se quilómetros sem se ver gente, sem carros, a vista está despoluída. Somos esmagados pela Natureza.Andamos entre a serra de Montemuro e da serra da Arada, pelo territóio do … Continue a ler Meitriz e a praia fluvial de Além Barco nas terras de ninguém de Arouca

São Xisto, o rio e a vinha: a irmandade do Douro

São Xisto é um encanto. Pela beleza natural, pela obra hercúlea do homem na decoração das montanhas com a vinha e também por ser um recanto junto ao rio Douro. A aldeia de xisto, o rio e a vinha. São a “Santíssima Trindade” do Douro, os elementos que dão corpo a uma das mais notáveis obras do homem em Portugal. Na outra margem do rio … Continue a ler São Xisto, o rio e a vinha: a irmandade do Douro

Fajão

Fajão da serra do Açor

Fajão tem o encanto de muitas outras aldeias de xisto e não tem o inconveniente de excesso de visitantes no Verão. Um dos motivos é porque está escondida na serra do Açor, a meio caminho entre Pampilhosa da Serra, a sede de concelho, e Arganil. O próprio acesso a Fajão já merece uma viagem. Por exemplo, no caminho com ligação a Arganil, encontramos paisagens fabulosas … Continue a ler Fajão da serra do Açor

Com esta praia fluvial até o Castelo fica Novo

Surpresa!. Nada faz esperar uma praia fluvial, um curso de água fluido em pleno verão e um ambiente de lazer e fresco, perante a aridez da serra. A praia fluvial Castelo Novo é um oásis na serra da Gardunha. Quando nos aproximamos de Castelo Novo sentimos a secura da serra. A Penha e um manto granítico e seco que preenche a encosta e a assemelham … Continue a ler Com esta praia fluvial até o Castelo fica Novo

Berlengas: não há outra praia tão natural e à noite passeia e dorme à luz da lanterna

“Ao mesmo tempo fantasmagóricas e reais, de sonho e de granito, vejo-as sempre como a primeira estação da longa via-sacra que tivemos de percorrer através do grande Oceano. Do alto do seu dorso nu, os Farilhões, que ao longe sucessivamente vão mergulhando e emergindo das ondas, lembram-me irresistivelmente uma frota alinhada e aventureira a caminhar em direção ao desconhecido.”Portugal, Miguel Torga O arquipélago das Berlengas … Continue a ler Berlengas: não há outra praia tão natural e à noite passeia e dorme à luz da lanterna

Um banho na praia fluvial mais alta de Portugal – Vale do Rossim, na serra da Estrela

Hoje vamos à praia no alto da serra da Estrela. Em Vale do Rossim, próximo das Penhas Douradas, um dos pontos mais altos de Portugal Continental. E a água não é fria. Estamos a mais de 1.400 metros de altitude em frente de uma enorme lagoa azul que quebra a monotonia dos tons escuros do granito e dos arbustos que envolvem a praia fluvial com … Continue a ler Um banho na praia fluvial mais alta de Portugal – Vale do Rossim, na serra da Estrela

Uma Foz com Sabor a fresco e peixes do rio

A praia fluvial de Foz do Sabor tem tudo para um dia bem passado. Água fresca, sombra, comida tradicional e uma bela paisagem. A aldeia Foz do Sabor é pequena, fica a cerca de uma dezena de quilómetros de Torre de Moncorvo e é conhecida pela gastronomia – os peixes do rio e as migas de peixe – e pela praia que aproveita um imenso espelho … Continue a ler Uma Foz com Sabor a fresco e peixes do rio

Praia Fluvial de Santa Clara numa das maiores albufeiras da Europa

No maior concelho português temos uma das maiores albufeiras da Europa. A grandeza fica completa se acrescentarmos que a barragem de Santa Clara é um reconfortante paraíso na torreira do Verão alentejano. O espelho de água fica no interior do concelho de Odemira, a povoação mais próxima é Santa Clara-a-Velha e toda a área envolvente tem outra caraterística, descrita por Nelson Reis, um conhecedor do … Continue a ler Praia Fluvial de Santa Clara numa das maiores albufeiras da Europa

Praia Fluvial do Gameiro é um dos paraísos no Alentejo

A Praia Fluvial do Gameiro é um paraíso no Alentejo em particular nos dias quentes de Verão. A praia está inserida num parque que oferece lazer e contacto com a natureza praticamente durante todo o ano, mas é no Verão que é mais procurada. O Parque Ecológico do Gameiro é inclusivo e também a praia. Dá para todos. De várias idades, gostos, interesses e, até … Continue a ler Praia Fluvial do Gameiro é um dos paraísos no Alentejo

Poço Azul

Um Poço Azul e de encantos naturais em São Pedro do Sul

O Poço Azul é uma obra inacabada da Natureza. É um refúgio em construção há milhares de anos e que está em permanente evolução.Fica perto de Sobrosa, no concelho de São Pedro do Sul. A ribeira da Landeiras na ânsia de se juntar ao rio Vouga, passa por caminhos estreitos, selvagens, ultrapassa rochas graníticas, vai moldando as pedras e afunda numa pequena lagoa de dois … Continue a ler Um Poço Azul e de encantos naturais em São Pedro do Sul

Praia fluvial de Valhelhas: a banhos na serra da Estrela

A caminho de Manteigas, numa das entradas da serra e já com a altitude nos 521 metros, vamos refrescar-nos no meio da natureza. A praia fluvial de Valhelhas é das primeiras a tirar proveito da frescura das águas do Zêzere. O rio aqui ainda é jovem. A nascente fica um pouco mais acima, não muito longe. Um pequeno dique agiganta o ligeiro curso do Zêzere e … Continue a ler Praia fluvial de Valhelhas: a banhos na serra da Estrela

Praia Fluvial da Congida – um mergulho no Douro na terra quente trasmontana

Um oásis na “terra quente” transmontana. Na praia fluvial da Congida refrescamo-nos no rio Douro, descansamos à sombra num relvado, descobrimos de barco o rio e podemos saborear peixes do rio. O que impressiona logo à primeira vista é a paisagem. O rio Douro espraia-se, o vale é profundo, mas não é encaixado como uns quilómetros antes, nas enormes arribas que separam Trás-os-Montes de Espanha. … Continue a ler Praia Fluvial da Congida – um mergulho no Douro na terra quente trasmontana

Janarde de pura natureza junto ao rio Paiva e no meio de serras de Arouca

Janarde é uma pequena aldeia do concelho de Arouca que preserva fortes traços do universo rural e está num lugar isolado. Serras cercam o vale. Estamos rodeados de natureza. Fora do pequeno espaço urbano os únicos vestígios da intervenção humana são os cabos de transporte de energia eletrica e o serpentear da estrada. Quem define o caminho da rodovia são cerca de uma dezena de … Continue a ler Janarde de pura natureza junto ao rio Paiva e no meio de serras de Arouca

Algodres tem um pelourinho “com uma altura que é uma coisa maluca”

Os relatos de viagens estão cheios de hipérboles e uma das inspirações é em Algodres. Estamos a 700 metros de altitude, no topo de uma encosta, e o miradouro do alto da vila é uma das varandas com melhor vista para a serra da Estrela.O granito domina no casario. Na construção das casas e nos penedos enormes que na encosta separam a parte mais recente … Continue a ler Algodres tem um pelourinho “com uma altura que é uma coisa maluca”