Elvas “a chave do reino”

Elvas tem o maior sistema de defesa com baluartes do Mundo e, recorrendo a uma metáfora, podemos dizer que é uma cidade à prova de bala ou a tiro de canhão. Na ficção científica, seria “a base da Guerra das Estrelas”. Passo a citar que conhece bem a cidade, Margarida Ribeiro:  “Elvas é uma cidade quartel. Não é um quartel. É a cidade. Toda a … Continue a ler Elvas “a chave do reino”

Capote alentejano – um dos ícones do Alentejo

O uso do capote está de novo na moda. Ultrapassa identidades regionai, ganhou urbanidade e passagem por ruas de capitais europeias. Até o Papa já tem um. É todo branco e foi-lhe oferecido este ano pelo presidente da Câmara de Monforte. O capote deixou o exclusivo dos montes alentejanos adquiriu também novo estatuto social. “Muitos compradores são da classe média/alta. O capote abriga do frio mas … Continue a ler Capote alentejano – um dos ícones do Alentejo

A ameixa de Elvas (e o sericaia)

Há um doce que entra na mesa de Natal e que, felizmente, podemos saborear quase todo o ano acompanhado de sericaia. É a ameixa de Elvas. A ameixa Rainha Cláudia em calda, seguindo uma receita conventual e que remonta ao século XVI. A ameixa tem o nome da mulher do rei francês Francisco I e chegou ao Alentejo proveniente de França. Em Elvas, na Fábrica-Museu … Continue a ler A ameixa de Elvas (e o sericaia)

A200, a via rápida do Guadiana

O rio Guadiana foi a autoestrada entre muitas vilas portuguesas e a ligação do Alentejo ao Mediterrâneo. O rio anda por Portugal numa extensão de 200 km, a partir do sul de Elvas. No interior do país ou a fazer fronteira com Espanha (quando a fronteira ultrapassou a linha do Guadiana Castela não gostou e  anexou Olivença). Em algumas partes do percurso é um rio … Continue a ler A200, a via rápida do Guadiana